Empresa iniciará no 2º semestre obras de novo complexo fotovoltaico no Piauí
Publicado por: Francieldo Araújo | Data: 22/01/19

Empresa iniciará no 2º semestre obras de novo complexo fotovoltaico no Piauí

A geração de energia fotovoltaica – produzida a partir de luz solar, mesmo em dias nublados ou chuvosos – está em ascensão no Brasil, país que possui uma das melhores condições no mundo para geração deste tipo de energia.

As expectativas do setor e estimativas do Governo apontam uma previsão de crescimento de 300% para 2019 e investimentos no valor de U$100 bilhões até 2040.

O crescimento é influenciado pelas secas constantes, crise de energia no setor elétrico, aumento da conta de luz e a demanda pela diversificação da matriz energética no país.

O Grupo Interalli – empresa do ramo de terminais portuários, logística e agronegócio – aposta neste crescimento e acaba de obter Licença Prévia (LP) para construção do Complexo Fotovoltaico Marangatu, que será instalado em uma área de 578 hectares, no município de Brasileira, norte do Piauí. Formado por 18 usinas fotovoltaicas, o Complexo Marangatu totalizará 540 megawatts (MW) de potência instalada após a conclusão das obras.

As licenças D000015/19 e D000016/19 foram emitidas pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente do Piauí (SEMAR) e trazem condicionantes para a emissão da licença de instalação do Complexo Solar. A previsão para início das obras é o segundo semestre de 2019.

De acordo com o diretor do Grupo Interalli, Fabrício Slavieiro Fumagalli, o estado do Piauí entende que um empreendimento deste porte contribui para o desenvolvimento da região.

“Estamos apostando na geração de energia limpa, de emprego e renda no Piauí”, afirma Fumagalli.

“O Complexo Marangatu será instalado em uma área com altos níveis de radiação solar e vai contribuir para atender a crescente demanda de energia do país”, completa Fabrício Slavieiro Fumagalli.

Retorno dos investimentos – O estado do Piauí lidera o ranking nacional onde o retorno de investimentos feitos em projetos de geração solar fotovoltaica se dão de maneira mais rápida, de acordo com levantamento da comercializadora Comerc Solar, relativo a 2018. O ranking leva em conta a irradiação solar de cada região, a tarifa de energia convencional cobrada no local e a taxa de ICMS em vigor no estado.

Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica indicam que a geração de eletricidade a partir da captação em painéis instalados nos telhados das casas ou no terreno do estacionamento das empresas chega a 136 MW, em 16,4 mil unidades no Brasil.

Ao todo, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, o Brasil possui uma potência instalada solar fotovoltaica de 1.750,6MW. A energia solar fotovoltaica é agora, depois de hidráulica e eólica, a terceira mais importante fonte de energia renovável em termos de capacidade instalada a nível mundial. Mais de 100 países utilizam energia solar fotovoltaica.

Fonte: Com informações da Ascom

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

Picos

Dilma Rousseff pode acompanhar Lula em visita a Picos

Surgiu um fato novo em relação à passagem da caravana do ex-presidente Lula na cidade de Picos na tarde e noite da próxima sexta-feira (01) e manhã do sábado (02).

Jaicós

Jovem de Jaicós é encontrada morta na PI 243; veja fotos

Uma jovem de apenas 19 anos, identificada por Gessicleia de Carvalho Veloso, foi encontrada morta no início da manhã desta segunda-feira, 12, na PI 243, que interliga as cidades de

DESTAQUES

Deputados e senadores do Piauí faltaram 237 sessões no Congresso

Levantamento  exclusivo  realizado  pela  Ong  Ranking  dos  Políticos, que atua na fiscalização da gestão dos parlamentares brasileiros, aponta que os deputados federais e senadores do Piauí faltaram, somados, 237 vezes