Familiares se despedem de jovem goleiro morto no Ninho do Urubu
Publicado por: Willians Sousa | Data: 10/02/19

Familiares se despedem de jovem goleiro morto no Ninho do Urubu

Centenas de pessoas entoando hino do Flamengo, a plenos pulmões, entre nós na garganta e soluços. Foi a imagem de quem estava no enterro de Christian Esmério Cândido, 15 anos, uma das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, na tarde deste domingo, no Cemitério de Irajá, Zona Norte do Rio.

O pai precisou ser acodido. Ficou um tempo observando tudo à certa distância, mas não demorou para querer estar mais perto e se despedir do filho. Pessoas passaram mal, além da forte emoção, a temperatura média de 31 ºC, mas a sensação térmica era bem maior.

Entre hinos de louvor e cantos de torcida, familiares, amigos, fãs e solidários encheram as vias do cemitério para se despedir do atleta em ascensão.

“O Christian era um menino diferenciado, a gente sabia que ele ia chegar. Dava pra ver que ele ia ser um profissional de verdade”, afirma Manoel Carlos Soutello da Cunha, roupeiro do Madureira (clube que o goleiro despontou) há 11 anos e que conhece Christian desde que o jovem tinha oito anos. “Os meninos do Madureira eu trato como filhos. A gente abraça essas crianças como se fossem nossas. Estou perdendo um filho. Estou perdendo um filho”, repete o roupeiro com a voz visivelmente embargada.

Dois ônibus foram fretados para trazer amigos e familiares. Coroas de flores da CBF e da diretoria do CT do Flamengo também foram enviadas. O caixão estava coberto com a bandeira do Flamengo e a camisa do jogador.

No fim do enterro, a impressão que dava era de que as pessoas não tinham acreditado no que aconteceu. Elas não queriam sair da área onde o corpo foi enterrado. Uma amiga do atleta, que não quis se identificar, frisou o sentimento dela.

“Vou lembrar dele como ele era: brincalhão, extrovertido. Ele prometeu fazer a lipo de uma amiga (risos) quando estivesse em uma situação melhor. Se ele estivesse vivo, agora, estaria zoando todo mundo. A gente já tinha até a coreografia de carnaval pronta e ensaiada. Na última segunda-feira ele estava dançando até o chão. É desse jeito feliz que ficará para sempre lembrado”, diz.

Fonte: O Dia

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

DESTAQUES

Grave acidente deixa duas vítimas fatais na BR 343

Na manhã deste domingo (18), um grave acidente causou a morte de duas pessoas e deixou uma gravemente ferida, na BR-343 entre os municípios de Altos e Campo Maior a

DESTAQUES

Vítima de tiroteio que deixou um morto e dois feridos tem alta de hospital no Piauí

Uma das vítimas do tiroteio que resultou na morte de um homem identificado como Elisson Pereira Silva e deixou duas pessoas feridas, teve alta do Hospital de Urgência de Teresina

DESTAQUES

Câmara aprova projeto que amplia possibilidade de repasses a municípios

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (5) o Projeto de Lei Complementar (PLP) 270/16, do Senado, que permite aos municípios receberem transferências voluntárias, obterem garantia direta ou