Tribunal de Contas anula nomeações de quase 200 servidores em três municípios do Piauí
Publicado por: Danilo Bezerra | Data: 11/11/16
Comments 0

Tribunal de Contas anula nomeações de quase 200 servidores em três municípios do Piauí

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) determinou a anulação da nomeação de 192 servidores nas prefeituras de Pedro II, Campinas do Piauí e Matias Olímpio, ocorridas em período proibido por lei e por incorrerem em aumento de despesas para os municípios. A decisão saiu nesta quinta-feira (10), no julgamento de representações ajuizadas pelos prefeitos eleitos dos respectivos municípios.

As denúncias afirmam que os servidores foram convocados e nomeados nos últimos 30 dias, desrespeitando a lei complementar que veda nomeações nos 180 dias anteriores ao fim de mandato dos atuais gestores e que a contratação dos servidores também desrespeita a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que fixa limites para gastos com pessoal no âmbito da administração pública.

O conselheiro Olavo Rebelo, foi o relator do processo de Campinas do Piauí, em que o prefeito Francisco da Cruz nomeou 34 servidores aprovados em concurso realizado em fevereiro deste ano. O prefeito eleito, Valdinei Carvalho de Macedo, argumentou que, além de desrespeitar o período proibido para contratação, o município gasta hoje 56% das receitas próprias com pagamento de pessoal, portanto acima dos 54% permitidos pela LRF.

Olavo Rebelo determinou a suspensão das nomeações e que o prefeito se abstenha de adotar outras medidas que incorram em aumento de despesas para o município. O processo de Pedro II foi relatado pela conselheira Lílian Martins. Segundo denúncia do prefeito eleito Alvimar Martins, a atual prefeita, Neuma Café, contratou 148 servidores classificados em concurso público realizado ainda em 2014, para um total de 63 vagas, todas elas já preenchidas. Ela decidiu suspender as nomeações e mandou notificar a prefeita.

No caso de Matias Olímpio, foram nomeados dois enfermeiros e oito professores de concurso realizado no primeiro semestre. De acordo com denúncia do prefeito eleito Edisio Alves Lima, o atual prefeito Antonio Rodrigues Sobrinho baixou edital no dia 5 de outubro, três dias após as eleições municipais, convocando os concursados para serem nomeados no dia 11 de outubro. A denúncia diz ainda que a Prefeitura de Matias Olímpio gasta em torno de 58,20% de suas receitas com pessoal, além dos limites, portanto, da Lei de Responsabilidade Fiscal.

O relator do processo, Kléber Eulálio, acolheu o pedido de sustação das nomeações e determinou a notificação do gestor. Todas as decisões foram ratificadas pelo plenário.

Fonte: G1

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

MUNICÍPIOS

Barragem sangra no interior do PI e atrai grande número de visitantes; Vídeo

Inaugurada em 2001, a Barragem de Mesa de Pedra em Valença do Piauí, após alguns anos voltou a sangrar. A novidade vem atraindo muitos turistas da região que procuram o

DESTAQUES

Polícia do Piauí e Pernambuco realizam operação “Divisa Segura” em Marcolândia

O Tenente De Assis comandante do GPM de Marcolândia, comandou na noite deste domingo (09) em ação conjunta com as policias dos estados do Piauí e Pernambuco, uma operação denominada

DESTAQUES

Piauiense está entre os desaparecidos na tragédia de Brumadinho em Minas Gerais

O piauiense Edson Rodrigues dos Santos, 45 anos, é uma das 305 pessoas desaparecidas após o rompimento da barragem em Brumadinho, Minas Gerais. Ele é natural de Guadalupe, Sul do estado, e