Governo recua de proposta do reajuste de imposto sobre a energia elétrica
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 11/10/17

Governo recua de proposta do reajuste de imposto sobre a energia elétrica

Com a anuência do governador Wellington Dias (PT), o secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, anunciou aos empresários presentes em reunião realizada nesta quarta-feira (11/10), na sede da Federação das Industrias do Piauí, que será retirada da proposta de aumento de tributos encaminhada à Assembleia Legislativa, o reajuste no imposto incidente sobre a energia elétrica. Do encontro também participaram os deputados Rubem Martins (PSB), Juliana Falcão (PMDB), Luciano Nunes (PSDB) e Fernando Monteiro (PRTB), e o presidente da OAB-PI, Chico Lucas.

A proposta que chegou ao Legislativo esta semana, prevê ainda aumento de tributos sobre os combustíveis, serviços de telecomunicações, cigarros e bebidas, que serão mantidos no texto que irá tramitar na Alepi, ao que tudo indica, a partir da próxima semana. Uma audiência pública, também para discutir a proposta, foi agendada para a próxima terça-feira.

A preocupação, segundo o secretário, foi principalmente pensando em não onerar ainda mais o consumidor, que na semana passada já foi surpreendido com reajuste de 27% anunciado pela Agência Nacional de Energia Elétrica. A mensagem encaminhada à Alepi previa mais 28% de aumento, a partir de janeiro do próximo ano.

Durante a reunião, Rafael Fonteles apresentou aos empresários e industriais dados que mostram a estrutura fiscal do governo, e detalhes sobre a questão central da crise, que é o déficit com a previdência. O Estado precisa cobrir mais de R$ 1 bilhão de uma despesa que deveria ser autossustentável, mas que acaba sendo paga por todos os cidadãos.

Mas para o gestor da Sefaz, apesar de considerar a proposta de reajuste como última alternativa frente à crise, o pior de tudo seria de fato atrasar o pagamento do funcionalismo, fato que “contaminaria” a economia de forma generalizada, causando impacto direto no comércio e no consumo.

EndividamentoRafael Fonteles aproveitou a reunião para rebater as repetidas críticas quanto às várias operações de crédito realizadas pelo Estado do Piauí. “O que fica para a opinião pública, e até para os órgãos de controle, como um problema para as gerações futuras. E isso a gente pode por A + B demonstrar que este não é um problema de hoje, e nem do futuro. Nem com R$ 1 bilhão do Banco Mundial, e os R$ 600 milhões da Caixa, o endividamento continua caindo”, disse.

Lembra o caso do governo Wilson Martins, que usou de uma operação de crédito para amortizar dúvida do Estado, o que considerou uma decisão acertada, por trocar uma dívida cara por uma mais barata. “Nós gastávamos de 12% a 13% da receita com a dívida, hoje está abaixo de 5%”, justifica.

Demissões não resolveriam
Segundo o secretário, menos de 3% dos gastos do Estado representam despesas discricionárias do governador. “Quando eu pego o que se passa para folha de ativos, inativos, Poderes, que é folha também, serviços da dívida, e gasto mínimo com saúde e educação, dá 97%. Quando se fala em corte, tem que cortar, o secretário de Fazenda adora, é quem enfrenta. Problema é que ainda que houvesse uma revolução no gasto público, o governador zerasse o investimento para a fonte Tesouro, e reduzisse a metade do custeio de todos os órgãos, exceto saúde e educação, a economia seria de 1,5%. Porque eu só tenho 3%. Não é discricionário, é folha de pagamento. Quem é que vai demitir servidor público?”, indaga.

Argumenta com os empresários que essa é a medida mais comum usada pelo setor, mas o Estado não pode fazer isso. “Experimente falar disto! Aí acabou, é guerra civil. Começaram a falar de clausula de desempenho, já deu um reboliço. Se avançar para o Senado, é greve geral”, disse, lembrando que nem o Rio de Janeiro, em meio a crise que vive, ousou demitir servidor, e reforçando que demitir servidor não está em pauta.

FONTE: 180 Graus

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

Picos

Prévia do Carnaval de Picos acontece hoje (17)

Faltando pouco mais de uma semana para início do Carnaval, a prefeitura de Picos, através da secretaria municipal de Cultura, está promovendo a prévia de Carnaval que acontecerá nesta sexta-feira,

NOTÍCIA DESTAQUE

Enxurrada em cidade do Piauí destrói cemitério e arrasta cadáveres. Veja!

As enchentes que atingiram na semana passada a cidade de Dom Inocêncio, Sul do Piauí, destruíram um cemitério na comunidade rural de Duas Barras, a 25 km da zona urbana.

Jaicós

Correição vai apurar funcionamento da Justiça na Comarca de Jaicós

Será instalada no próximo dia 14 de março, em solenidade a ser realizada na sala de audiência do Fórum Desembargador Fernando José Lopes Sobrinho, às 8h, a Correição Ordinária Geral

NOTÍCIA DESTAQUE

Comboio do Exército com 06 carros-pipas e 20 homens chega a Jaicós para substituir pipeiros

Um comboio formado por 06 carros pipas e 20 homens do 25º Batalhão de Caçadores (25º BC), unidade do Exército Brasileiro com sede em Teresina, coordenada pelo capitão Berti chegou

NOTÍCIA DESTAQUE

Prefeitos de Francisco Macedo definem suas equipes de transição

O prefeito de Francisco Macedo, Cristóvão Alencar (PSB), apresentou sua equipe de transição, que vai auxiliar o grupo indicado pelo seu sucessor, Nonato Alencar (PSB). As equipes foram anunciadas nesta

NOTÍCIA DESTAQUE

Lula vai receber homenagem no Piauí, garante justiça

O juiz da 2ª Vara da Justiça Federal do Piauí, Márcio Braga Magalhães, negou o pedido de liminar impetrado, nesta semana, pela advogada Sarah Cavalca Sobreira, em ação popular, de