Greve dos Correios continua; veja como receber encomendas
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 27/09/17

Greve dos Correios continua; veja como receber encomendas

A greve dos funcionários dos Correios e Telégrafos, iniciada no dia 20 desse mês continua e não tem previsão para término. Ontem (26), sindicais de grandes centros, como a região de São Paulo e Rio de Janeiro também aderiram à greve e fortaleceram o movimento.

Hoje (27), os grevistas do Piauí se reuniram na rua 7 de Setembro, na Central dos Correios. Durante algumas horas, eles fecharam a rua, impedindo que carros e ônibus circulassem pelo local, com o objetivo de chamar a atenção da população para os malefícios que a privatização da empresa vai trazer para os serviços dos Correios.

Por conta da paralisação, muitas entregas estão atrasadas. As postagens simples e o serviço de atendimento ao público, como o banco postal, não estão funcionando normalmente. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Piauí (SINTECT/PI), Edilson Rodrigues, quase toda a categoria já aderiu ao movimento. “Apenas cerca de 10% continuam trabalhando”, estima.

Segundo ele, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) estaria retirando cláusulas de Saúde do Trabalhador e sugerido alterações que ferem os direitos dos funcionários. “Estamos atendendo ao pedido do comando nacional de negociação de paralisar os serviços e protestar contra as mudanças que estão fazendo para privatizar a empresa. O governo está querendo mostrar para a população que é preciso fazer isso, mas não é. Estão é querendo acabar com nossa empresa. E nossos direitos também estão sendo feridos. Colocaram uma série de empecilhos para dificultar nosso acesso à saúde”, explica o presidente.

A categoria também está protestando contra o fechamento dos bancos postais nos municípios, que deve acontecer no dia 11 de outubro. O carteiro Cleiton Rodrigues critica a medida e diz que o fechamento vai dificultar o acesso da população às encomendas, em especial dos municípios menores. “Os bancos postais vão ser fechados e a população vai ter que se deslocar para mais distante para ter acesso. Por isso, é preciso paralisar agora para não perder mais na frente, para que tanto os funcionários como a população não percam. Se privatizar, as empresas que vão gerir o correio vão querer os grandes centros, e os pequenos serão marginalizados”, afirma o funcionário.

O presidente da categoria informa que, até o momento, não há reunião prevista para acordo e que a greve só será finalizada quando a Central Nacional de Negociações orientar.

O protesto de hoje fez cerca de cinco ônibus coletivos ficarem parados, sem poder seguir seu percurso pela rua 7 de Setembro. O motorista de um deles afirmou não ser contra o protesto, porém acredita que a manifestação poderia ser feita sem interferir no trabalho de outras pessoas. “Se a Strans se organizasse e nos desse um caminho alternativo para o nosso percurso, esse problema não haveria. Bastava que eles falassem com antecedência, porque ficamos parados aqui e os passageiros ficam chateados é conosco”, explica ele.

Como ter acesso a encomendas

Segundo Edilson Rodrigues, só está havendo entrega diretamente no Centro de Entrega de Encomendas (CEE), na avenida Walter Alencar. “Quem não pegar lá, não recebe a encomenda enquanto o movimento de greve estiver atuando”, afirma ele.

Outro lado

Em nota, a assessoria dos Correios informou que o Tribunal Superior do Trabalho concedeu liminar determinando que as federações representantes dos trabalhadores dos Correios garantam o efetivo mínimo de 80% dos empregados em cada unidade, sob pena de multa diária de R$ 100 mil no caso de descumprimento. A empresa afirma que, no Piauí, 83% do efetivo está presente e trabalhando – o que corresponde a 1.270 empregados.

A rede de atendimento está aberta com os serviços de SEDEX o PAC disponíveis, mas as Correios informaram que os serviços com hora marcada (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária) estão com postagens suspensas para os seguintes destinos: Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e para algumas cidades do interior de São Paulo e de Pernambuco. “O volume dos serviços com hora marcada postado para esses destinos representa apenas 0,5% de todas as encomendas entregues pelos Correios e a suspensão foi realizada com o intuito de redirecionar os recursos para os demais serviços, que são os mais utilizados pelos clientes”, diz a nota.

Fonte: Portal O Dia

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

NOTÍCIA DESTAQUE

Paróquia de Pio IX acolhe Visita Pastoral Missionária de Dom Plínio

A Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio, cidade de Pio IX – PI acolhe de 19 a 22 de outubro mais uma Visita Pastoral Missionária do bispo de Picos, Dom Plínio

Belém do Piauí

Câmara de Belém do Piauí aprova vários projetos em sessão ordinária. Veja!

O vereador Bernardino Geraldo de Carvalho (PMDB) presidiu na última sexta-feira (10), a 18ª sessão ordinária da atual legislatura na Câmara Municipal de Belém do Piauí. Na ocasião, foram discutidos,

NOTÍCIA DESTAQUE

Previdência do Piauí retira R$ 75 milhões por mês dos investimentos

Com crescimento desen­freado do déficit da previdên­cia estadual, o governo do es­tado tem reduzido os valores de investimentos em serviços essenciais para tentar cobrir o rombo na pasta. Segundo o