Homem de 34 anos desaparece em barragem no interior de Caldeirão Grande do PI
Publicado por: Danilo Bezerra | Data: 03/12/18

Homem de 34 anos desaparece em barragem no interior de Caldeirão Grande do PI

Imagem Ilustrativa.


Um homem de apenas 34 anos de idade, identificado por Antônio Francisco da Silva, está desaparecido desde a tarde deste domingo (2), no município de Caldeirão Grande do Piauí.

Segundo informações, Antônio banhava nas águas de uma barragem situada na localidade Serra da Batinga na companhia de outras pessoas, quando desapareceu por volta das 14h30. Populares relataram que ele mergulhou três vezes, e no último, não apareceu mais, tendo se afogado.

Segundo informou o cabo Leonel, comandante da GPM de Caldeirão, pescadores e populares que estavam no local realizaram buscas, mas o corpo não foi localizado. “Eu mesmo participei das buscas, mas a represa é profunda, o que dificulta a localização do corpo sem o uso de equipamentos adequados.”, disse o militar.

Os moradores, que conhecem bem a barragem informaram que no local onde o banhista desapareceu pode chegar a 10 metros de profundidade.

O fato foi informado ao Corpo de Bombeiros de Picos. Uma equipe foi deslocada de Teresina para realizar as buscas, mas até o fechamento desta ainda estava em trânsito.

 Aguarde novas informações!

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

NOTÍCIA DESTAQUE

Banco do Nordeste anuncia concurso para níveis médio e superior

O Banco do Nordeste anunciou ontem (16) a realização de concurso público para cargos de nível médio e superior. O edital deve ser publicado dentro de um mês, informando o

NOTÍCIA DESTAQUE

Usuários reclamam de oscilação no sistema do Detran-PI e serviços fora do ar

Usuários voltaram a reclamar da oscilação no sistema do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e que alguns serviços continuam fora do ar. O órgão confirmou problema no início da manhã

NOTÍCIA DESTAQUE

Quadrilha dinamita, faz reféns e leva todo o dinheiro do BB em Castelo do Piauí

Atualizada às 8h20 Em entrevista, um homem identificado como Manoel vendedor ambulante que reside nas proximidades do BB, disse que ele juntamente com outras quatro pessoas foram feitas reféns no