Médico é encontrado morto em apartamento; polícia apreende celular e notebook
Publicado por: Danilo Bezerra | Data: 14/04/18

Médico é encontrado morto em apartamento; polícia apreende celular e notebook

O médico Mariano de Castro Silva, 41 anos, foi encontrado morto no apartamento em que morava com a irmã no bairro Ininga, na zona Leste da Capital. Ele era investigado pela Polícia Federal e considerado um dos principais operadores do esquema que desviou R$ 18 milhões e 345 mil de recursos públicos federais enviados entre 2015 e 2017 ao governo do Maranhão para cuidar da saúde da população.

O corpo foi encontrado na noite desta quinta-feira (12) pela irmã dele. No local, equipes do Departamento de Homicídio e Proteção a Pessoa do Piauí (DHPP) foram ao local e apreenderam uma carta com cinco páginas, um celular e um notebook.

“O material foi recolhido e encaminhado ao Instituto de Criminalística para ser periciado. Sobre a carta será analisado se foi escrita por ele, o seu estado emocional e o conteúdo. O médico legista e o perito de local de crime disseram que há indícios de suicídio. Contudo, o DHPP segue um protocolo rígido. Primamos pela qualidade de investigação”, enfatiza Francisco Costa, o Baretta, diretor do DHPP.

Segundo o delegado, equipes da Polícia Federal no Maranhão estiveram no Piauí nesta sexta-feira (13).

O médico piauiense usava tornozeleira eletrônica e cumpria prisão domiciliar no apartamento. Em novembro de 2017, o médico foi preso pela Polícia Federal.

No Maranhão, ele ocupou os cargos de chefe do Serviço de Atendimento de Urgência (SAMU), na Prefeitura de Coroatá e de assessor da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde lamentou a morte do ex-servidor e disse lamentar ainda que o médico tenha sido “vítima do período absolutamente autoritário que vive o Brasil, com restrição de direitos, presunção de culpa e ofensa a preceitos fundamentais da Constituição”.

Investigação da PF

A Operação Pegadores é continuação da Operação Sermão aos Peixes e segundo a PF, durante as investigações conduzidas em 2015 foram coletados indícios de que servidores públicos que exerciam funções de comando na Secretaria de Estado da Saúde naquele ano montaram um esquema de desvio de verbas e fraudes na contratação e pagamento de pessoal.

As investigações indicaram a existência de 424 pessoas que teriam sido incluídas indevidamente nas folhas de pagamentos dos hospitais estaduais sem a prestação de serviços às unidades hospitalares. Os beneficiários do esquema eram pessoas indicadas por agentes políticos: familiares, correligionários de partidos políticos, namoradas e companheiras de gestores públicos e de diretores das organizações sociais.

O montante dos recursos públicos federais desviados por meio das fraudes chega a R$ 18.345 milhões. Contudo, segundo a Polícia Federal, o dano aos cofres públicos pode ser ainda maior, pois os desvios continuaram a ser praticados mesmo após a deflagração de outras fases da Operação Sermão aos Peixes.

A relação entre a administração pública e empresas terceirizadas foi usada para viabilizar os desvios, como apontou a PF no relatório da operação.

Graciane Sousa
Cidadeverde.com
Com informações G1 Maranhão

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

NOTÍCIA DESTAQUE

Trecho de ponte cede com chuvas e pista fica parcialmente bloqueada no Sul do PI

Um trecho da ponte sob o rio Talhada, localizada na PI-236, cedeu após as fortes chuvas nessa segunda-feira (26) no Sul do Piauí. A pista ficou danificada e por segura

NOTÍCIA DESTAQUE

Shows em praça pública encerram os festejos de Padre Marcos; veja fotos

Anualmente, no mês de junho, o município de Padre Marcos celebra os festejos de seu padroeiro, Santo Antônio, conhecido como o santo casamenteiro. A Igreja Católica celebra treze noites de

POLÍCIA

Homem mata o próprio primo a facada após briga em bar no interior do PI

Um homem de 36 anos assassinou o próprio primo com uma facada no peito durante uma bebedeira no bairro Estação, em Campo Maior, Norte do Piauí. Segundo o coronel Ruim

POLÍCIA

Polícia Militar do PI compra 500 pistolas da empresa Tauros por R$ 1,2 milhão. Veja o vídeo de apresentação da arma!

A Polícia Militar do Piauí formalizou a compra de 500 pistolas modelo PT 840 Plus para o seu efetivo. O contrato assinado, através de inexigibilidade, foi publicado no último dia 03. A empresa contratada

Picos

PICOS | Homem foge de delegacia após ser preso com moto furtada

Preso na tarde desta segunda-feira, 19, no bairro São Vicente de posse de uma motocicleta furtada, um homem identificado como Eduardo de Oliveira, fugiu da Delegacia da Polícia Civil horas

POLÍCIA

Paranaense com mandado de prisão em aberto é preso pela PRF no Piauí

Na noite desta sexta-feira (16/09), no Km 03 da BR 343, na Avenida João XXIII em Teresina, policiais rodoviários federais prenderam um homem que foi abordado enquanto conduzia um veículo