PICOS│Insultum celebra 10 anos de existência no 1º Bonded By Metal
Publicado por: Iago Sousa | Data: 10/09/19

PICOS│Insultum celebra 10 anos de existência no 1º Bonded By Metal

A primeira edição do Bonded By Metal, foi realizada no último dia (06), nas véspera de feriado, no Empório Beer, no Centro de Picos, reunindo quatro bandas. Sendo elas: Insultum (Black Metal) e Paranoise (Crossover/Thash Metal) ambas de Picos, Overdose Brain (Teresina) e Kick Head (Parnaíba/PI).

O 1º Bonded By Metal foi organizado pelos bangers David Vasconcelos (Insultum) e Laerte Moura (Paranoise). O evento celebrou os dez anos de existência da horda Insulltum. A banda foi formada em meados de 2009 e manteve sua formação original até o início deste ano de 2019 composta por um power trio: David Vasconcelos na bateria, Thiago Santos na guitarra e Willians Sousa no baixo e vocal. Com a formação original gravaram dois EP´s: Ufana Melodia de Pã em 2013 e Vanitas Ars Moriend em 2016, todos produzidos no Magno Estúdio em Picos de propriedade do produtor Carlos Magno. Em 2017 foi produzido uma compilação Ritu – Al Vivo de shows no Perversa Sinfonia Festival em Teresina e do IV Picos Metal Force, em Picos, ambos realizados em 2015.

Recentemente a horda picoense passou por mudanças e está com nova formação agora contando com cinco integrantes: David Vasconcelos (Bateria), Thiago Santos (Guitarra), Marcos Wênio (Baixo), José Milton (Teclados) e Alexsander Renzo (Vocais).

Da esq. p/ dir.: José Milton (Teclado), Wênio (Baixo), Renzo (Vocal), T. Santos (Guitarra), David (Bateria)

O baterista David Vasconcelos, falou sobre a satisfação em celebrar dez anos de horda. “O sentimento é de orgulho e satisfação. São 10 anos de muitas histórias vividas. Histórias essas que fazem parte do nosso ideal e que carregamos para sempre com a certeza que não estávamos errados em ser resistência porque fazemos de acordo com nossa própria essência. Não tocamos aquilo que não faz parte do nosso sentimento e é por isso que não estamos nessa por dinheiro ou por troca de favores. Nosso trabalho é árduo. Às vezes exaustivo, mas sobre o principal interesse que é trazer a nós próprios esse sentimento de prazer. Somos amigos que nos reconhecemos como irmãos. Nos momentos bons e nos momentos ruins nós estamos ali, seja ensaiando ou compondo, mas sempre compartilhando do mesmo ideal. Todo mundo sabe que é muito difícil uma banda desse estilo se manter por 10 anos, sempre ativa e uma formação original que perdurou por 09 anos. O melhor, 10 anos se passaram e os planos são de continuar nessa caminhada”, afirmou.

Com a nova formação integrada por cinco membros, a banda segue com mesmo ideal e se prepara para gravações de novos hinos que terão agora mais um elemento musical, o teclado.

“A ideia de adicionar o teclado já vem de muito tempo, porém tínhamos outras prioridades até porque isso foi partindo do nosso amadurecimento como músicos. Começamos como um trio e ficamos assim durante 9 anos com a mesma formação. Incluímos o teclado, executado por José Milton, na intenção de deixar o som mais sombrio e obscuro. Algumas melodias requerem isso para complementar e deixar a atmosfera mais mórbida. Tivemos alguns ensaios como quarteto até o vocalista e baixista Willians pedir para sair por questões profissionais. Daí nessa ocasião convocamos o vocalista Renzo e o baixista Wênio. Os novos integrantes na verdade já eram nossos amigos que nos acompanhavam e nos davam apoio, além de possuir os ideais compatíveis à proposta ideológica da banda. Somaram e hoje são peças fundamentais”, destacou.

“Hoje estamos com a formação sólida onde mais cabeças fornecem mais ideias e conseguimos ampliar a logística de composições onde todos têm o poder da palavra e opinião. O publico tem aprovado e ofertado elogios. Estamos concretizando o processo de composição para começarmos a gravar um novo material mais completo e maduro. Ao longo desse tempo nós sempre tivemos apoio da família, nossas esposas e/ou namoradas, amigos que nos acompanham daqui ou de outros estados. São muitos que nos depositam apoio e total confiança. São pessoas fundamentais que ofertam para gente dentre as mais diversas contribuições como divulgação, organização dos shows, produção de nossos materiais, aquisição e etc.”, disse o baterista.

Insultum no Teresina em Ataque com formação original/ Local: Espaço Trilhos, maio de 2012, Teresina /PI.

O ex-baixista e vocalista da horda, Willians Sousa, prestigiou a apresentação da horda pela primeira vez desde sua saída. O mesmo que ainda ensaiou quando integrante com a presença dos teclados por José Milton, teceu elogios e parabenizou a banda. Indagado se os novos elementos provocam mudanças, ele disse que é notório a modificação passando de três para cinco membros e que cada fase tem suas peculiaridades.

“O teclado foi sempre uma vontade que tínhamos de introduzir como elemento porque há músicas que sentíamos a necessidade sinfônica que a tornasse como David falou, bem sombria. É tanto que na primeira faixa do EP Ufana Melodia de Pã a introdução tem teclado. Outras músicas víamos o teclado como elemento indispensável”, frisou.

Quando o ex-baixo e vocal foi indagado sobre sua decisão de sair da banda, afirmou que reconheceu a necessidade pensando no bem de todos e no valor da amizade.

“Eu tomei a decisão justa porque temos maturidade para decidir e cheguei a conclusão que era melhor esse caminho tanto para mim quanto para os demais. Resolvi sair porque não estava conseguindo conciliar o profissional e pessoal com a missão de produzir na banda. No entanto, vi a necessidade de sair e cheguei a essa conclusão. Minha saída foi de forma amigável e dialogada. Todos entenderam. Entretanto, reconheço que não é justo estarmos ocupando qualquer posto sem o necessário desenvolvimento. Continuamos amigos e foi um tempo inesquecível. Muitas amizades, muitos momentos vividos e saudosos. A nova formação está de parabéns, pois desempenham uma performance extraordinária. A banda está de parabéns. Vida longa sempre!”, parabenizou o ex-vocalista.

Ao longo da década, a horada atuou em festivais em Picos, Teresina, São Luís no Maranhão e Caruaru no Pernambuco.

Matéria Relacionada:– Veja fotos do I Bonded By Metal em Picos



ACOMPANHE O PORTAL NAS REDES SOCIAIS:
@cidadesnanet
Facebook.com/cidadesnanetoficial

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

NOTÍCIA DESTAQUE

Fumipi aplica recursos em obras de iluminação pública em Picos

O município de Picos, por meio da cobrança da Contribuição para Serviço de Custeio de Iluminação Pública, COSIP, arrecadou o montante de 9.322.088,21 (nove milhões trezentos e vinte e dois

NOTÍCIA DESTAQUE

Piauí consegue liberação de R$ 118 milhões em convênios federais

Dados obtidos junto a União mostram que no mês passado o Estado e municípios conseguiram a liberação de R$ 118,830 milhões em convênios federais. O montante é referente a 64

POLÍTICA 1Comments

João Vicente critica empréstimo e obras inacabadas do governo Wilson

O senador João Vicente Claudino (PTB) criticou duramente a gestão de Wilson Martins (PTB) no governo. Para o petebista, os empréstimos feitos pela administração de Wilson para construir as duplicações