Comerciantes denunciam prejuízos com obra de drenagem nas laterais da BR-316, em Picos
Publicado por: Francieldo Araújo | Data: 05/11/18

Comerciantes denunciam prejuízos com obra de drenagem nas laterais da BR-316, em Picos

Buracos, poeira e diminuição nas vendas. Essa tem sido a realidade vivenciada por comerciantes que possuem estabelecimentos situados às margens das laterais da BR-316 após obra de drenagem nas vias. Em alguns trechos, como na altura do bairro Junco, o tráfego de veículos foi interrompido sendo possível apenas pelas vias centrais.

A drenagem nas laterais da BR-316 é um projeto do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) e desde julho de 2017 vem sendo executada pela Construtora Unidas Engenharia. Na obra, será utilizado o montante de R$ 11.253.717,16 provenientes do Tesouro da União.

“Ninguém consegue chegar a minha loja!”

E se não há movimentação nas vias, não há para quem vender. É o que atesta o proprietário da revendedora de carros Plaza Veículos, localizada no bairro DNER, José Elson Barbosa. Há três anos atuando no ramo, o comerciante disse que há três meses vem enfrentando uma queda quase que total na venda de veículos, decorrente de uma vala aberta pela construtora em frente ao seu estabelecimento.

“Eu estou há três meses praticamente sem vender carros por motivos dessa obra. Foram abertas as valas e nunca foram tampadas. A poeira é demais, meu consumo de água aumentou, as vendas caíram. Já estive conversando umas quatro vezes com o engenheiro da obra, já cobrei a ele, mas até hoje o problema não foi resolvido. Eu não sei o que está acontecendo porque tem lugares que foram fechados, outros não. O diretor do DNIT me recebeu e garantiu que a situação será resolvida”, afirmou Elson Barbosa.

Comerciante Elson Barbosa

Quem também enfrenta prejuízos é a proprietária de um trailer instalado ao lado da 4ª Ciretran de Picos, no bairro Junco, Genoveva Nogueira da Silva. A comerciante que vende lanches afirmou que a poeira e a falta de acesso ao local tem prejudicados às vendas.

“Prejudicou muito a venda no nosso comércio, principalmente em função da limpeza que trabalhamos com lanches. Muitas vezes o freguês para no outro lado da pista sem ter acesso por conta dos buracos  e nós é que vamos até ele. Não podemos perder mais clientes e a gente se vira como pode”, frisou Genoveva Nogueira da Silva.

 Genoveva Nogueira da Silva

Sobre a situação da obra, a reportagem do Folha Atual entrevistou o engenheiro da unidade do DNIT de Picos, Elvo Martom Lima. O mesmo explicou que o órgão tem conhecimento dos transtornos causados pela drenagem nas laterais da rodovia e que medidas já estão sendo tomadas.

“Infelizmente a obra vem provocando diversos transtornos aos comerciantes e pessoas que residem às margens das laterais. Diante disso e das constantes reclamações da população solicitei a Construtora que novas valas sejam abertas somente depois das anteriores serem tampadas”, enfatizou Elvo Martom Lima.

 

Engenheiro Elvo Marton Lima

O engenheiro esclareceu ainda que paralelo a conclusão da obra de drenagem das laterais da BR-316, prevista para julho de 2019, a recuperação da pavimentação asfáltica será iniciada. A mesma se encontra com 56,58% já concluída.

Fonte: Folha Atual

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

Picos

Delegacia civil de Picos sofre com as consequências do período chuvoso

O delegado regional da Polícia Civil de Picos, Jônatas Brasil, conversou com a nossa reportagem sobre os problemas que a delegacia enfrenta nesse período chuvoso. A delegacia conta com uma

GERAL

Morango retarda o envelhecimento e é bom para o coração

1. Deixa o coração no ritmo A cor avermelhada da frutinha se deve às antocianinas, substâncias que neutralizam os radicais livres. “Estudos mostram que o alto consumo da substância pode

GERAL

Dormir de lado “limpa o cérebro” e pode evitar doenças como Alzheimer

Cientistas da Universidade de Stony Brook, nos Estados Unidos, descobriram que dormir de lado ajuda a diminuir as chances de desenvolver Alzheimer, Parkinson e outras doenças neurológicas. Segundo o estudo,