HUT alerta sobre risco de queimaduras nas festas juninas
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 05/06/19

HUT alerta sobre risco de queimaduras nas festas juninas

Com a chegada das festas juninas é tradição a queima de fogos e fogueiras em eventos ou nas portas das residências. De acordo com a diretora do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), Clara Leal, a população precisa ficar atenta, pois o aumento do número de casos de queimaduras nesse período chegou a 243% em 2018.

“Precisamos redobrar o cuidado, principalmente, com nossas crianças, pois nesse período elas gostam muito de brincar perto das fogueiras. Quanto aos adultos alertamos para os cuidados ao soltar fogos. Qualquer descuido pode levar a queimaduras graves nos braços e face, o que pode inclusive levar a perda do membro ou da visão. Em 2018, no mês de junho, o HUT atendeu 24 pessoas vítimas de queimaduras por fogo e por substância quente. Esse número representa um aumento de 243% se comparado com o mês anterior, que é maio”, destacou a diretora.

Denyberg Santiago, cirurgião plástico e gerente médico da Unidade de Queimados do HUT, disse que as queimaduras por substâncias quentes também são muito comuns. “Como nesse período é comum a manipulação de líquidos quentes para o preparo de comidas típicas como mingaus e cremes aumenta também o número de vítimas de queimaduras por substância quente. As crianças costumam ser as maiores vítimas, pois como não tem ainda a noção do perigo ficam perto dos fogões e fogueiras durante preparo dos alimentos”, explicou o médico.

Sobre o tratamento das lesões, Denyberg disse que não se deve colocar nenhum tipo de substância caseira em queimaduras. “As pessoas costumam colocar pó de café, pasta de dente, porém nada disso é utilizado para tratar esse tipo de lesão. Dependendo da gravidade das lesões as bolhas só devem ser estouradas no ambiente hospitalar”, disse.

José Denilson, 42 anos, é pedreiro e mora no povoado Taboca do Pau Ferrado. Ele está internado na UTI do HUT após sofrer queimaduras de 1° e 2° grau. José Denilson conta que estava cozinhando no fogão a lenha quando precisou colocar álcool e de repente o fogo atingiu seu corpo. “Queimei meu tórax, braço direito, mão e coxa direita. O fogo atingiu 13% do meu corpo. Tudo aconteceu muito rápido. Agora já estou melhor e recebendo o tratamento adequado”, comentou o paciente.

As queimaduras são classificadas de acordo com a gravidade, 1° ao 4° grau. As de 1° grau são aquelas consideradas mais simples que atingem a pele superficialmente. As queimaduras de 2° grau atingem a epiderme e a derme da pele caracterizada pela formação de bolhas. Já as de 3° grau podem atingir até os músculos e outros tecidos. As de 4° grau acometem todos os tecidos da pele e podem atingir órgãos e tendões.

O HUT é o único hospital do Piauí que oferece a população uma unidade especializada no tratamento de queimados. Com especialistas de plantão 24 horas a Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do HUT recebe pacientes vítimas de queimaduras de média e alta complexidade.

Fonte: Cidade Verde


ACOMPANHE O PORTAL NAS REDES SOCIAIS:
@cidadesnanet
Facebook.com/cidadesnanetoficial

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

GERAL

Famílias piauienses estão entre as que mais gastam com educação no país

A média de gastos das famílias piauienses com Educação é R$ 121,23. Levando em consideração a média das despesas, que é de R$ 2.841,37, significa que somente 4,3% do orçamento

GERAL

Piauí é um dos cinco estados que melhoraram a situação fiscal

Reportagem do jornal O Estado de São Paulo aponta levantamento do economista Raul Veloso que demonstra que o Piauí é um dos cinco estados que não piorou sua situação fiscal

MEC divulga locais de prova do Enem para dezembro

Ministério da Educação divulgou na manhã desta terça-feira (22) os novos locais de prova para os 277.624 mil alunos que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos dias