Ministério Público e TCE assinam convênio para combater à corrupção no Piauí
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 15/07/15

Ministério Público e TCE assinam convênio para combater à corrupção no Piauí

O Ministério Público firmou convênio com o Tribunal de Contas do Piauí – TCE-PI com o objetivo de aprimorar o combate à corrupção no estado, nesta terça-feira (14). O acordo prevê ajuda do TCE para contratação e capacitação de estagiários para atuarem nas promotorias de combate à improbidade administrativa e defesa do patrimônio público em todo o estado.

O acordo, com validade um ano, foi assinado na sala da presidência do TCE, pelo presidente Luciano Nunes e a Procuradora-Geral de Justiça Zélia Saraiva, acompanhada da procuradora de Justiça e diretora do CEAF, Raquel Normando, da promotora de Justiça e assessora especial Carmelina Moura e do coordenador de perícias e pareceres técnicos, Téssio Rauff.

O oresidente do TCE, Luciano Nunes, falou sobre a importância desse acordo. “A gente está dando um grande passo com esse convênio no fortalecimento das duas instituições”.

Já procuradora-Geral também se manisfestou dizendo que é importante para as instituições.  “É importantíssimo para o fortalecimentos dos órgãos fiscalizadores, pois assim daremos suporte às promotorias tanto da capital quanto do interior e aproximaremos o Ministério Público do Tribunal de Contas em sua atuação”.

 

Cidade Verde

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

GERAL

MPPI obtém decisão que suspende seletivo para cirurgião dentista

O Ministério Público do Piauí, por meio do Promotor de Justiça Cristiano Farias Peixoto, responsável pela 1ª Promotoria de Justiça de Parnaíba, ingressou na última quarta-feira (10), com uma Ação

Prefeitura de Picos define o percurso do Corso

A Prefeitura de Picos e a Secretaria Municipal de Cultura definiram o percurso do Corso 2017 que acontecerá no dia 25 de fevereiro, sábado de carnaval. A organização decidiu deixar

GERAL

Procurador desabafa e diz que R$ 24 mil de salário é ‘miserê’

Áudio de uma reunião no Ministério Público de Minas Gerais mostra o procurador de Justiça Leonardo Azeredo dos Santos reclamando enfaticamente do seu contracheque de R$ 24 mil – um