Papa recusou beijos de fiéis por “higiene”, diz Vaticano
Publicado por: Francieldo Araújo | Data: 28/03/19

Papa recusou beijos de fiéis por “higiene”, diz Vaticano

O Vaticano explicou nesta quinta-feira (28) que a recusa do papa Francisco em receber beijos na mão de fiéis se deveu a motivos de higiene.

Na última segunda (25), durante uma visita a Loreto, no centro-leste da Itália, o líder da Igreja Católica cumprimentou pessoas que faziam fila para vê-lo. A partir de determinado momento, no entanto, o Pontífice, visivelmente desconfortável, começa a impedir que os fiéis beijem o anel papal, chegando até a puxar a mão bruscamente Segundo o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Alessandro Gisotti, Jorge Bergoglio não queria ser um meio de contaminação.

“O motivo é muito simples: higiene. Quando há longas filas de fiéis, o Papa quer evitar riscos de contágio para as pessoas. Então não é para ele, mas para os próprios fiéis”, explicou.

“Isso não acontece quando uma ou poucas pessoas beijam sua mão, como ocorreu em situações recentes. Todos sabem como ele sente uma grande alegria ao abraçar e ser abraçado pelo povo”, acrescentou Gisotti.

Fonte: Terra


ACOMPANHE O PORTAL NAS REDES SOCIAIS:
@cidadesnanet
Facebook.com/cidadesnanetoficial

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

GERAL

DER realiza obra emergencial na Ponte do Estreito na PI-211

O Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí (DER) realiza obras emergenciais de reparo na Ponte do Estreito, na PI-211, que liga o município de Joaquim Pires à BR-343, região

GERAL

Volta da Cajuína define piauienses que vão para a São Silvestre

Neste domingo (22), Teresina sediou a etapa 2017 da Volta da Cajuína. O evento foi realizado pelo Governo do Estado por meio da Fundação dos Esportes do Piauí (Fundespi) e

GERAL

Anvisa reclassifica mais de 1.900 agrotóxicos e tira 600 produtos dos rótulos de maior risco

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou na última quinta-feira (1º) a reclassificação de 1.924 agrotóxicos registrados no Brasil. Com base no novo marco regulatório, 600 produtos que tinham