Piauiense passa em classificação e entra no ‘Masterchef’ do Uruguai
Publicado por: Francieldo Araújo | Data: 23/04/19

Piauiense passa em classificação e entra no ‘Masterchef’ do Uruguai

Mais uma piauiense foi selecionada para participar de competição culinária. Amanda Soraya Damasceno Huerta, 34 anos, está no programa Masterchef do Uruguai.

Ela ganhou o avental após fazer um prato a base de castanha de caju. Agora ela está entre os participantes que irão disputar o prêmio principal. Amanda é casada com o uruguaio Pablo Huerta.

No Instagram, amigos e familiares já estão na torcida pela piauiense. “Depois do dia do meu casamento, o dia mais feliz da minha vida! Muito obrigada, Uruguai!”, disse Amanda sobre a conquista do avental.

 

No Masterchef Brasil, a piauiense Lorena Dayse, de Teresina, também garantiu uma vaga. Ela participou da classificação durante a estreia do programa da Band.

Na primeira prova, ela teve que descascar literalmente um abacaxi. A disputa consistia em limpar a fruta e cortar em oito pedaços iguais.

Após passar da primeira fase, ela tinha que preparar um prato usando abacaxi. A enfermeira de 35 anos fez uma moqueca de camarão que foi servida dentro da fruta.

Fonte: 180 Graus


ACOMPANHE O PORTAL NAS REDES SOCIAIS:
@cidadesnanet
Facebook.com/cidadesnanetoficial

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

ENTRETENIMENTO

Facebook envia dicas do que fazer baseadas na localização do usuário

  O Facebook começou a enviar dicas para o celular de seus usuários do que fazer nos arredores do lugar onde estão. A novidade foi anunciada pela rede social nesta

GERAL

TCE/PI lança aplicativo para estimular alunos e professores a fiscalizarem as escolas públicas

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE/PI) vai lançar, nesta quarta-feira (26), o aplicativo “Piauí na Ponta do Lápis”, que objetiva incentivar a fiscalização e a melhoria na

Papa Francisco pede proibição mundial à pena de morte

O Papa Francisco pediu neste domingo (21) uma proibição mundial da pena de morte, afirmando que o mandamento “não matarás” é válido tanto para os culpados quanto para os inocentes.