Prédio da Semec sofre princípio de incêndio no Centro de Teresina
Publicado por: Willians Sousa | Data: 10/02/19

Prédio da Semec sofre princípio de incêndio no Centro de Teresina

O prédio da Secretaria Municipal de Educação sofreu um princípio de incêndio na tarde de domingo (10), no centro de Teresina. O Corpo de Bombeiros foi acionado e ainda não se sabe as causas do incêndio.

De acordo com o vigilante Antonio Ferreira disse que incêndio iniciou no ar-condicionado de uma das salas internas do prédio da Semec e que o Corpo de Bombeiros chegou e controlou o fogo de forma rápida.

O fogo não se espalhou por outros setores do prédio. Um vigilante foi até o local para verificar se o sistema de alarme continua funcionando. “O fogo foi controlado de forma rápida e já está tudo resolvido”, declarou o vigilante.

O secretário municipal de Comunicação Social de Teresina, Fernando Said, disse que não mais nenhum incêndio na Semec.

Segundo ele, houve um curto circuito em um ar condicionado de uma sala do prédio, visto pelos vigias , que foi logo solucionado e resolvido. “Não teve incêndio e fogo nenhum se alastrando”, afirmou.

Há uma semana o Tribunal de Contas do Estado (TCE), divulgou um relatório com uma série de irregularidades de transporte escolar e licitações de compra de serviços da Semec.

Fonte: Meio Norte

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

GERAL

PI: dois concursos oferecem 118 vagas e salário até R$ 10 mil

Dois concursos para prefeituras do Piauí estão encerrando o prazo para inscrições nos próximos dias. Juntando os dois, são 118 vagas, com salário de R$ 954 a R$ 10 mil.

GERAL

Petrobras anuncia novo reajuste e litro da gasolina já passa dos R$ 4,00

No momento em que os consumidores já estão sentindo o impacto dos últimos reajustes no preço do combustível, a Petrobras anunciou um novo aumento, dessa vez de 1,8% na gasolina,

Trecho da Transnordestina no PI está com obra parada há cinco meses

As obras da ferrovia Transnordestina que envolve o trecho entre Eliseu Martins e Paes Landim, no Sul do Piauí, estão paradas há cinco meses. Os trabalhos foram suspensos em outubro