Simões | Escola Modelo promove evento em homenagem às mães
Publicado por: Cleilson Silva Almeida | Data: 26/05/19

Simões | Escola Modelo promove evento em homenagem às mães

Na noite da última sexta feira, 24, a escola Complexo Escolar Modelo, com apoio da Secretaria de Educação, realizou uma festa em homenagem às mães.

Com o tema “Jardim das Mães”, a confraternização contou com homenagens, sorteios de brindes, desfiles da “Mãe 2019”, disputa de dança e brincadeiras.

A diretora Ana Dandara, agradeceu a presença de todas as mães e aos patrocinadores e funcionários da escola que colaboraram para a realização da confraternização com as mães.
“É uma imensa satisfação comemorar mais uma data especial com vocês que é o dia das mães, pois vocês são muito importantes e fundamentais para a nossa escola” disse.

O desfile da “Mãe 2019” proporcionou um dos momentos de descontração com as mães que desfilaram no pátio da escola e receberam aplausos do público.

Logo após, aconteceu o bingo de uma churrasqueira elétrica, onde a mãe que preencheu primeiro a cartela levou para casa o prêmio.

Os alunos do 1° ao 5° ano homenagearam as mães com apresentações de músicas em que declaravam o amor pela mãe.

Ao final, foram entregues lembrancinhas e servido um almoço para todas as mães.

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

DESTAQUES

Amapi diz que extinção de zonas eleitorais fragiliza a fiscalização de crimes

Magistrados e representantes do Ministério Público do Estado, servidores da Justiça Eleitoral protocolaram um requerimento para tentar barrar a extinção de zonas eleitorais proposta pela portaria nº 372/2017 da presidência

GERAL

Mulher que acusa Neymar quebra o silêncio: ‘Fui vítima de estupro’

A mulher que acusa o atacante Neymar de estupro falou pela primeira vez sobre o caso nesta quarta-feira, em entrevista ao SBT. E indicou que o jogador iniciou as agressões que teriam

Correspondência revela relação ‘intensa’ de João Paulo 2º com filósofa

A BBC teve acesso a parte da correspondência trocada entre o papa e a filósofa polonesa naturalizada americana Anna-Teresa Tymieniecka, que foram mantidas em segredo por anos pela Biblioteca Nacional