Teto dos benefícios do INSS sobe para R$ 6.101,06 em 2020
Publicado por: | Data: 14/01/20

Teto dos benefícios do INSS sobe para R$ 6.101,06 em 2020

O Ministério da Economia fixou em R$ 6.101,06 o teto de pagamento das aposentadorias e benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) com valores acima do salário mínimo. O novo valor decorre de um reajuste de 4,48%, que consiste na inflação oficial do País, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do IBGE. A confirmação do valor consta de portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU).

A correção tem efeito a partir de 1º de janeiro deste ano e permite que o teto do INSS passe de R$ 5.839,45 para R$ 6.101,06 A portaria da Economia define ainda os valores de auxílio-doença, auxílio-reclusão, pensão por morte e salário-família, além de benefícios pagos a aeronautas, pescadores, seringueiros, entre outros.

A norma estabelece que, a partir de 1º de janeiro de 2020, o salário de benefício e o salário de contribuição não poderão ser inferiores a R$ 1.039,00, que o valor do salário mínimo definido pelo governo para este ano.

Valores de contribuições previdenciárias também estão descritos na portaria, em dois períodos distintos, de janeiro e fevereiro e, depois, a partir de março, quando entram em vigor a novas taxas de recolhimento aprovadas na reforma da Previdência ano passado.

Nos meses de janeiro e fevereiro, segurados empregados, inclusive o doméstico e o trabalhador avulso, deverão recolher para o INSS 8% se o salário de contribuição for de até R$ 1 830,29; 9%, para salário-contribuição entre R$ 1.830,30 e R$ 3 050,52; e 11%, para salário-contribuição de R$ 3.050,53 até R$ 6 101,06.

A partir de março, as faixas de recolhimento para esses trabalhadores serão de 7,5% para salários de contribuição de até 1.039,00; 9% para salários de R$ 1.039,01 até R$ 2.089,60; 12% para salários de R$ 2.089,61 até R$ 3.134,40; e 14% para salários de R$ 3.134,41 até R$ 6.101,06.

Fonte: Estadão Conteúdo

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

Defesa Civil prevê tragédia se não chover logo no Piauí

Mês de dezembro, época em que as chuvas já deveriam estar caindo com regularidade na região sul do Piauí. A situação, que já é considerada calamitosa, começa a preocupar o

GERAL

Quase 3 em cada 4 deputados estaduais e federais da última legislatura buscam novo mandato

Levantamento feito pelo G1 mostra que 1.202 dos 1.654 deputados federais, estaduais e distritais que exerceram mandato na última legislatura estão disputando novamente a eleição – uma taxa de 72,7%. A análise

GERAL

Felipe Mendes poderá ser obrigado a repor dinheiro aos cofres públicos

A Universidade Federal do Piauí aguarda uma decisão definitiva da Justiça Federal para receber de volta o dinheiro que foi pago ao professor Felipe Mendes de Oliveira, atual presidente nacional da Companhia