W. Dias e Margarete rebatem denúncia do JN: “Uma obra não depende só do gestor”
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 12/03/18

W. Dias e Margarete rebatem denúncia do JN: “Uma obra não depende só do gestor”

O governador Wellington Dias (PT) e a vice-governadora Margarete Coelho (Progressistas) repercutiram a denúncia feita no Jornal Nacional do último sábado (10/03). No telejornal da Rede Globo, a repórter Neyara Pinheiro trouxe à tona os problemas que moradores de Dom Inocêncio e São Lourenço do Piauí, interior do Estado, passam por causa de projetos inacabados. “Uma obra não depende só do gestor. Muitas vezes ela passa por inúmeras dificuldades: jurídicas, da própria empresa. Às vezes o Estado fica impotente no tocar dessa obra”, justificou Margarete Coelho à imprensa durante a comemoração do seu aniversário no Centro Terapêutico da Fazenda da Paz nesta segunda-feira (12/03).

A vice-governadora alegou ainda que não estão faltando providências por parte do governo para concluir as obras, mas lamentou que os contratempos tenham impossibilitado a conclusão da ponte. “Claro que em determinado momento houve escassez de recursos, mas houve outras dificuldade que já estão sendo superadas. Aquela área é da minha região e sinto falta daquela obra servindo toda aquela população, que é uma região muito carente e precisa de equipamentos públicos para se desenvolver”, ressaltou Margarete.

Governador Wellington Dias (Foto: Nataniel Lima/OitoMeia)

Já o governador Wellington Dias rebateu às críticas e afirmou que quando deixou o governo a obra estava em andamento. “A obra começou em 2011. Depois paralisou no governo seguinte. Quando assumi [o governo] nós retornamos e já são cerca de 30 km feitos”, disse o chefe do executivo no Piauí ao reconhecer problemas durante a execução da obra, mas afirmar que o governo trabalha para concluir o mais rápido possível.

ENTENDA
Dom Inocêncio e São Lourenço do Piauí foram destaque no Jornal Nacional esta semana pela falta de rodovias que ligam os dois municípios. A obra, que foi iniciada em 2011 e orçada em R$ 26 milhões de reais, ainda não foi concluída. Por conta disso, os moradores estão praticamente isolados e precisam se arriscar dirigindo no chão batido, sem sinalização e separação de vias.

Obra abandonada isola população de Dom Inocêncio no Piauí Foto: Reprodução/Tv Globo)

De acordo com a reportagem, um trecho de 20 quilômetros da rodovia foi implantado asfalto, o resto do percurso é todo feito em chão batido e interrompido por uma ponte inacabada. Nesse ponto, o carro para de um lado da ponte e os passageiros atravessam a pé. Para chegar ao outro lado, eles usam duas escadas de madeira, sem qualquer segurança. Os carros maiores atravessam o rio para continuar a viagem. Dom Inocêncio fica localizado a 600 km de Teresina.

“A gente se sente excluído, porque começaram essa estrada e não terminaram”, criticou Diana Dias de Castro, agente comunitária de saúde ao Jornal Nacional.

Fonte: Oito Meia

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

PAULISTANA: BR 407 é interditada em protesto contra fechamento de escolas, ferrovia e mineração

Às vésperas do Dia Internacional da Mulher, agricultoras e mães de família interditaram trecho da BR-407, com cartazes, galhos de árvores e bandeiras, na manhã desta sexta-feira (07). De mãos

GERAL

Jovem copia a Bíblia à mão em oito meses e bate recorde brasileiro

A estudante Lauane Destro Viana, de 19 anos, bateu o recorde de manuscrever mais rápido a Bíblia, informou o RankBrasil, empresa que registra recordes exclusivamente brasileiros. A jovem de Santo André (SP)

Padre Marcos

Loja Maçônica parabeniza Padre Marcos pelos 52 anos de Emancipação Política

“O atual município de Padre Marcos – PI teve sua origem na Fazenda Boa Esperança, de propriedade do Padre Marcos de Araújo Costa, e que a herdou do seu pai,