Três projetos são apresentados em sessão da Câmara de Patos do Piauí
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 02/10/18

Três projetos são apresentados em sessão da Câmara de Patos do Piauí

A Câmara Municipal de Patos do Piauí realizou  no último sábado, 29, mais uma sessão ordinária que foi presidida pelo vereador José Hélio dos Santos, vice-presidente da mesa diretora da Casa.

Na ocasião, foram apresentados três Projetos Lei, ambos de autoria do Poder Executivo Municipal. O primeiro PL, altera  aos anexos I e II   da Lei das Diretrizes Orçamentárias  para o exercício de 2019.

O segundo  Projeto  dispõe sobre a  Revisão do Plano Plurianual 2018-2021, instituído  pela Lei Municipal n° 13 de  27  de novembro, e o último  dispõe de ementa  que  estima receita e fixa despesa  do município  de Patos  do Piauí  para o exercício de 2019.  Os documentos foram encaminhados as Comissões.

No segundo momento da sessão, os vereadores ocuparam a tribuna da Casa. A primeira a se pronunciar foi a vereadora Luzitânia dos Dias Reis, que após cumprimentar a todos, agradeceu por mais um dia  de trabalho na Casa  e comentou sobre as eleições que acontecem no próximo domingo dia 7, quando  manifestou o  desejo de que os melhores governantes sejam  conduzindo para comandar o  destino do País.

Em outro momento,  ela  voltou a  cobrar sobre os  salário dos Professores e lamentou o  fato do  prefeito não ter comparecido à reunião, e ter somente enviado um representante. Ela disse também, que além dos professores, o  pessoal de serviços gerais  estão com salários atrasados[…]. A parlamentar  finalizou  cobrando  que  gestor procure resolver a situação.

O vereador Wilson Vieira,  iniciou lamentando a ausência de alguns colegas de bancada na sessão. Ele também pediu que  fosse mudado o sistema de como os discursos estão acontecendo, em que ou  retorne como era antes, ou que seja seguido  o Regimento Interno da Câmara.

O parlamentar cobrou  ao Poder Executivo que resolva a questão do carro do lixo. “Esse mês não teve dia certo de passar,   correto é lixo ser recolhido três vezes por semana, o que não aconteceu, e com isso o lixo fica acumulado e então  peço que seja resolvido porque é questão de saúde pública”, disse ele,  que também reivindicou  o concerto do poço do Junco e repercutiu sobre a situação dos professores, quando disse que além dos salários dos educadores,  os repasso dos Sindicato dos servidores está atrasado. “Está se encaminhando para situação complicado, por isso é preciso que se resolva”, cobrou ele que finalizou  se solidarizando  com as famílias  que perderam entes recentemente no município.

Marlon Costa, agradeceu a Deus por mais um dia de trabalho e lamentou sobre a sobre os salários atrasados dos professores e também dos transportes.  Ele comentou sobre a obra da escola Martinho Vieira  no povoado Cajueiro, quando informou que a mesma já está 90 % concluída. “Uma importante conquista para nosso povoado que vai  melhorar a qualidade do ensino”, afirmou ele.

O vereador José Hélio  Helinho se comprometeu em levar as reivindicações dos vereadores sobre a questão dos  professores  ao gestor[…]. Ele também se solidarizou com todas as famílias, inclusive a sua, que perderam entes. Por fim, repercutiu sobre a ausência dos colegas de bancada e sobre as eleições presidências.

 

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA

Wilson Martins sofre primeira derrota em sua trajetória política

O ex-governador Wilson Martins (PSB) sofreu sua primeira derrota política em uma eleição. Wilson perdeu a vaga no Senado para o petebista Elmano Férrer, por mais de 400 mil votos

POLÍTICA

Tribunal reprova prestação de contas da prefeitura de Alegrete do Piauí

O Tribunal de Contas do Estado decidiu reprovar a prestação de contas de gestão da prefeitura de Alegrete do Piauí, referente ao exercício de 2012, gestão do ex-prefeito Joaquim Leal

POLÍTICA 0 Comments

PP poderá indicar Belê Medeiros para secretaria no governo Wellington Dias

A pressão do grupo político de Oeiras comandado pelo ex-deputado federal Benedito de Carvalho Sá, o B.Sá, por espaço para seu filho “Bsásinho” na Assembleia Legislativa, levou o governador Wellington