Jovem que matou ex-namorado durante ato sexual ganhará liberdade
Publicado por: Francieldo Araújo | Data: 11/07/18

Jovem que matou ex-namorado durante ato sexual ganhará liberdade

A jovem Vania Basílio Rocha, presa e condenada a 8 anos e 4 meses de prisão após ter esfaqueado até a morte o ex-namorado Marcos Catanio Porto, de 26, durante ato sexual, ganhará liberdade na próxima semana.

Conforme decisão da Justiça, a acusada, presa desde 2015, vai passar por perícia psiquiátrica antes de deixar o presídio feminino de Vilhena (RO), onde cumpre pena.

A acusada fez exame de sanidade mental em 2016 e o laudo apontou que ela é sociopata – pessoa com transtorno de personalidade antissocial.

Na decisão, o juiz Adriano Lima Toldo ressalta que Vania preencheu o requisito temporal para a obtenção de progressão de regime. O Ministério Público de Rondônia emitiu parecer favorável para a concessão do benefício.

No entanto, o juiz destaca que, na ação penal, a jovem “foi considerada semi-imputável, sem condições de sociabilizar naquele momento, o que demonstra a necessidade de realização de perícia psiquiátrica complementar para aferir a condição atual de saúde mental e periculosidade da reeducanda”.

Fonte: Meio Norte

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍCIA

Empresário acusado de latrocínio no Mato Grosso é preso no Piauí

A Diretoria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública, em conjunto com a Polícia Civil do Mato Grosso (MT), através da Gerência Estadual de Polinter daquele Estado, prendeu nesta quinta-feira

POLÍCIA 0 Comments

Polícia Militar de Itainópolis recupera duas motos furtadas

O Grupamento da Polícia Militar (GPM) de Itainópolis recuperou na noite desta segunda-feira (30) por volta das 18h duas motocicletas furtadas. Os veículos, sendo uma FAN, cor preta, sem placa

POLÍCIA

Irmãos são presos suspeitos de matar amigos após bebedeira

Dois irmãos foram presos suspeitos de participação na morte do amigo Sávio de Oliveira Sousa, em setembro de 2017. Ele foi assassinado com várias perfurações e também a pedradas. De