Juíza condena dupla que tentou assaltar Correios no Piauí
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 30/09/17

Juíza condena dupla que tentou assaltar Correios no Piauí

A juíza federal substituta Vládia Maria de Pontes Amorim, da 3ª Vara Federal, condenou Geovane Ribeiro dos Santos e Antônio Francisco Santana Brito a mais de 2 anos e 3 anos de detenção, respectivamente, pela tentativa de assalto à agência dos Correios de José de Freitas em 2016. A sentença foi dada em 27 de julho deste ano.

Geovane e Antônio foram presos em flagrante no dia 19 de setembro de 2016, acusados da tentativa de assalto.

Durante a ação, a dupla rendeu os funcionários dos Correios e tomaram a arma do vigilante. Com os acusados, a polícia encontrou uma arma de fogo e quatro munições especiais.

Geovane foi condenado a 2 anos, 11 meses e 06 dias de detenção, em regime aberto, além do pagamento de 10 dias-multa. Já Antônio foi condenado a 3 anos, 05 meses e 24 dias de detenção, em regime semiaberto, e também pagamento de 10 dias-multa.

A Antônio foi negado o direito de recorrer da sentença em liberdade. A juíza determinou que ele seja transferido para uma colônia agrícola, industrial ou estabelecimento similar. A magistrada determinou ainda a expedição do alvará de soltura em nome de Geovane, se por outro motivo não estiver preso.

Fonte: GP1

Foto: Divulgação/Polícia Militar

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍCIA

Polícia Civil desbarata quadrilha e apreende dólar e euro no Piauí

Uma ação de policiais do 12º Distrito Policial deflagrada no início da noite desta terça-feira (30/06), acabou com a prisão de um dos integrantes de uma quadrilha que agia na

POLÍCIA

Trio é preso após roubar R$ 2 mil de mulher na PI 113

Três suspeitos identificados como Fabrício Alves da Silva, Fernando Alves da Silva e Eduarda Cardoso de Sousa foram presos na tarde desta segunda-feira (16), por volta de 13h, após realizarem

POLÍCIA 0 Comments

Criador denuncia furtos e mortes de animais com tiros de arma de fogo no interior do Piauí

A denúncia partiu de um fazendeiro muito conhecido da localidade Marajá, próximo a localidade São Domingos no município de Buriti dos Lopes, que preferiu ficar no anonimato. De acordo com