Preso suspeito de esfaquear a ex-companheira enquanto vítima segurava filha nos braços
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 25/06/19

Preso suspeito de esfaquear a ex-companheira enquanto vítima segurava filha nos braços

Luiz Eduardo Cardoso Fernandes foi preso nesta segunda-feira (24) no município de São João da Fronteira, Norte do Piauí. De acordo com a Polícia Civil, ele é suspeito de esfaquear a ex-companheira, Laisa Alves Carvalho, em uma festa. A vítima foi ferida na cabeça enquanto segurava a filha do casal em seus braços.

O crime aconteceu no dia 26 de abril deste ano. “Ele já tinha desferido um soco no rosto dela e, enquanto ela fugia, desferiu o golpe de faca em sua cabeça. Após atendimento médico ela sobreviveu e conseguiu medidas protetivas de urgência da Lei Maria da Penha”, informou o delegado Hugo Alcântara.

Após o crime, a polícia representou pela prisão preventiva do suspeito. O pedido foi atendido pela Justiça, mas depois a prisão foi revogada e foram adotadas as medidas protetivas. “Ele deve manter distância mínima de 500 metros da vítima”, afirmou o delegado Hugo Alcântara.

Segundo o delegado, o acusado descumpriu as medidas protetivas, chegando a morar próximo da casa da vítima. “Durante os festejos da cidade, ao perceber que a vítima estava lá, ao invés de se retirar, ele passava próximo da mesa da vítima. O fato ensejou a instauração de novo inquérito e solicitação do novo mandado de prisão”, pontuou Hugo Alcântara.

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍCIA

Acusado de furto e tráfico de drogas é morto com vários tiros em Parnaíba

Na noite desta segunda-feira (08), um homem identificado como Nildemar Conceição Lima, conhecido como “Mazinho”, de 24 anos, foi assassinado em via pública no bairro João XXIII, situado no município

POLÍCIA

Filho de servidor é morto a pedradas e tem rosto esmagado no Piauí

O ex-cabo do Exército Brasileiro, Daniel Melo de Sousa, 34 anos, que residia na Avenida Paulino Pacífico, bairro Suco de Uva, em José de Freitas, e atualmente trabalhava como lanterneiro,

POLÍCIA

PM suspeito de matar homem após ameaças em grupo de WhatsApp vai a júri popular

O policial militar Tertulino Luís de Carvalho vai a júri popular pelo homicídio de Rodrigo Magalhães de Brito, em outubro de 2018, na cidade de Piracuruca, Norte do Piauí. Em decisão divulgada