Elmano Férrer confirma três candidatos a senador em sua chapa
Publicado por: Francieldo Araújo | Data: 10/08/18

Elmano Férrer confirma três candidatos a senador em sua chapa

A chapa de Elmano Férrer (Podemos) terá três candidatos a senador. A informação foi repassada ao GP1, na noite desta quinta-feira (09), pelo próprio candidato que afirmou ter sido essa a maneira mais democrática que o grupo encontrou para que todos saíssem contemplados em seus pleitos. Quem Quem (Avante), a administradora Flávia Barbosa (PRP) e o professor Paulo Henrique (Rede) são os nomes que vão ocupar as vagas.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Elmano FérrerElmano Férrer

Férrer explicou que juridicamente a estratégia tem amparo legal e que desta maneira as arestas foram aparadas. “O Norberto Campelo que cuida da nossa assessoria jurídica além de ser secretário geral do Podemos, se debruçou sobre essa questão e constatou que seria possível termos três candidato a senador. Com isso, nossa chapa terá Avante, PRP e Rede concorrendo ao Senado”, disse o candidato ao Governo do Piauí.

Com a mudança, Elmano explicou que a coligação Resistência que conta com 8 partidos, está livre para escolher em quem votar na disputa de senador federal. “Agora cada um faz as suas escolhas. Todos têm liberdade para definir em quem votar”, completou Férrer.

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA

TSE aprova registro de candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovaram na manhã desta quinta-feira, 6, o registro de candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência da República pelo PSL. O plenário da Corte

POLÍTICA

Governo não pode aumentar salário no Piauí

Após o início da greve dos servidores da Educação no Estado e demais servidores que ameaçam fazer o mesmo, o governador Wellington Dias tem afirmado que o Estado não tem

POLÍTICA 0 Comments

Presidente Michel Temer veta criação de 14 mil cargos e gratificações

Conforme prometido aos líderes partidários, o presidente interino, Michel Temer, vetou os artigos dos projetos de lei aprovados pelo Congresso Nacional que estabeleciam criação de mais de 14.419 cargos ou