Elmano Férrer se licencia do senado para se dedicar à pré-campanha
Publicado por: Francieldo Araújo | Data: 09/07/18

Elmano Férrer se licencia do senado para se dedicar à pré-campanha

O senador Elmano Férrer (Podemos), em pré-campanha ao governo do estado, irá se licenciar do seu mandato por 121 dias a partir desta terça-feira (10) para se dedicar exclusivamente ao pleito deste ano. Pela regra, os titulares de cargos legislativos não precisam efetuar a desincompatibilização, ou seja, podem permanecer no exercício de seus mandatos e concorrerem a qualquer um dos cargos em disputa no processo eleitoral.

“Me licencio para me dedicar exclusivamente à nossa pré-campanha. É melhor porque eu não vou confundir uma coisa com a outra, é mais ético e mais decente. É uma decisão pessoal minha, uma questão de princípios, vou fazer isso”, declarou o parlamentar em entrevista ao Jornal O Dia.

Um dos principais esforços de Elmano nessa etapa que antecede as eleições é fortalecer seu nome para a disputa e conseguir atrair partidos para sua chapa. Ele negocia o apoio dos partidos emergentes e até mesmo do PSC, sigla que tem Walter Alencar como pré-candidato ao governo do estado. Além disso, ele ainda precisa finalizar a composição da sua chapa majoritária, que até o momento só tem o nome de Dr. Pessoa confirmado em uma das senatórias.

Com o afastamento temporário do senador Elmano Férrer, quem assume a cadeira no Congresso é Amaury Araújo (Podemos), seu primeiro suplente.

Fonte: Jornal O Dia

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA

Assis defende Wellington Dias: “A oposição não tem proposta”

O presidente regional do PT no Piauí, deputado federal Assis Carvalho, saiu em defesa do governador Wellington Dias (PT) que foi acusado de ter iniciado uma ação de marketing de

POLÍTICA

TSE rejeita pedido para impedir ministro Admar de julgar chapa Dilma-Temer

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou há pouco pedido do vice-procurador eleitoral, Nicolao Dino, para impedir o ministro Admar Gonzaga de atuar no julgamento da ação na qual o PSDB

POLÍTICA

“A polícia Civil e Militar é quem pode andar armada”, diz Wellington Dias

Contrário ao decreto proposto pelo governo federal que amplia a posse e a comercialização de armas e munições, o governador Wellington Dias (PT) acredita que a flexibilização no armamento é um