Marina Silva anuncia pré-candidatura a presidente em 2018 pela Rede
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 04/12/17

Marina Silva anuncia pré-candidatura a presidente em 2018 pela Rede

A ex-senadora Marina Silva anunciou neste sábado (2) sua pré-candidatura à Presidência da República pelo partido Rede Sustentabilidade.

A candidatura ainda precisa ser aprovada no congresso nacional da legenda, que está previsto para abril de 2018. Já as definições sobre chapa e coligações serão feitas na convenção partidária eleitoral, realizada até o início de agosto do ano que vem.

Porta-voz da Rede, Marina confirmou a disposição de disputar a corrida presidencial pela terceira vez durante encontro do Elo Nacional do partido, que funciona como diretório nacional, realizado em Brasília.

No encontro, foi lida uma mensagem do Elo Nacional, na qual foi pedido a Marina se apresentar como pré-candidata ao Planalto. As 23 convenções estaduais da Rede aprovaram moções pedindo a candidatura da ex-senadora.

“Obviamente que não estaríamos aqui para dizer não”, disse Marina aos presentes. “Ao me dispor a ser a pré-candidata da Rede, e é uma pré-candidatura, vamos continuar dialogando com os outros partidos, vamos dialogar com os núcleos vivos da sociedade”, disse.

O texto lido no encontro da Rede destacou que é preciso um “projeto de país” que “recupere o potencial realizador e transformador da juventude (e de todo o povo brasileiro), que almeja por justiça, solidariedade, participação social, preservação e uso sustentável dos recursos naturais”.

Acreana, Maria Osmarina Marina Silva Vaz de Lima nasceu em 8 de fevereiro de 1958. Historiadora, junto com o seringueiro Chico Mendes foi uma das fundadoras da Central Única dos Trabalhadores (CUT) em seu estado.

Marina foi vereadora em Rio Branco, deputada estadual, senadora por dois mandatos e ministra do Meio Ambiente durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A política foi filiada ao PT e passou por PV e PSB antes de integrar a Rede Sustentabilidade.

Em 2010, Marina concorreu à Presidência da República como candidata do PV. Recebeu 19,6 milhões de votos e ficou em terceiro. Em 2014, pelo PSB, ela repetiu o terceiro lugar, desta vez com 22,1 milhões de votos.

Fonte: G1

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA

“Minha morte interessa a muita gente”, diz Bolsonaro

Com esquema especial de proteção desde que foi atingido por uma facada no abdômen, ainda durante a campanha ao Planalto, o presidente eleito da República, Jair Bolsonaro, afirmou nesta quinta-feira,

POLÍTICA

Bolsonaro precisa de governadores para aprovar Previdência, diz Wellington Dias

Em meio ao impasse para inclusão ou não dos Estados na reforma da Previdência, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), diz que Jair Bolsonaro não conseguirá aprovar as mudanças

POLÍTICA

Reforma de Wellington Dias proíbe aumento salarial para servidores

O governador Wellington Dias (PT) entregou na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) a reforma administrativa que tem como objetivo cortar gastos e fazer mudanças em algumas áreas. Um dos pontos