Vereador deixa plenário da Câmara Municipal de Picos no meio da sessão pela terceira semana consecutiva
Publicado por: Junior Oliveira | Data: 15/06/17

Vereador deixa plenário da Câmara Municipal de Picos no meio da sessão pela terceira semana consecutiva

Defensor intransigente do Regimento Interno da Casa e da Lei Orgânica do Município, o vereador Carlos Luís Nunes de Barros (PSDB) não vem colocando em prática o que prega na tribuna. Pela terceira semana consecutiva ele abandona o plenário da Câmara Municipal de Picos no meio da sessão, deixando, portanto, de participar da votação das matérias em pauta.

No dia 18 de maio Carlos anunciou da tribuna que estava se afastando do mandato pelo período de 121 e não compareceu à sessão seguinte, realizada em 25 de maio. No entanto, ele recuou da ideia e retomou as atividades parlamentares, comparecendo a sessão ordinária de 1º de junho.

Neste dia, como de praxe, ele discursou e pouco tempo depois, sem justificar para a mesa diretora da Câmara, abandonou o plenário e não mais retornou, deixando de participar das votações. Na pauta estavam vários projetos de lei, dentre os quais um de autoria do Executivo que concedia reajuste salarial de 6,58% aos servidores da Administração.

Na sessão ordinária do último dia 8 de junho a cena de repetiu. O vereador Carlos Luís foi um dos primeiros oradores a usar a tribuna e, após algum tempo deixou o plenário e não mais retornou, deixando, mais uma vez de participar das discussões e votações dos projetos e requerimentos em pauta.

Ontem, 14 de junho, o vereador Carlos Luís voltou a se ausentar do plenário pouco tempo depois de usar a tribuna. Por volta das 17 horas, no meio da sessão ordinária, ele saiu e não mais retornou e pela terceira semana consecutiva não participou das discussões e votações das matérias em pauta.

Dentre as matérias votadas e aprovadas na sessão de ontem estavam projeto de lei do Executivo que concede aumento salarial aos servidores da Saúde. E outro que autoriza a Prefeitura a proceder leilão para alienar veículos e sucatas inservíveis de propriedade do município. O tucano deixou também de participar da votação do requerimento de autoria de vereadores da oposição, solicitando a realização de audiência pública para tratar sobre a criação da taxa do lixo. A proposta foi rejeitada por 7 votos a 5.

A atitude do vereador Carlos Luís (PSDB) em deixar o plenário no meio das sessões foi alvo de comentários de vários vereadores, tanto da situação como da oposição. Para alguns, está existindo incoerência entre o discurso do tucano, que cobra o cumprimento do Regimento Interno da Casa e a Lei Orgânica do Município, e a prática da sua atuação parlamentar.

JPonline

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA 0 Comments

Possível cassação de Cunha deflagra corrida pela presidência da Câmara

A expectativa sobre a possível cassação do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), cuja votação no plenário é estimada para julho, deflagrou a corrida pela presidência da Casa. Há

POLÍTICA

Bolsonaro promete 13º para beneficiários do Bolsa Família

Em um vídeo ao vivo no Facebook publicado no início da noite dessa quarta-feira (10), o candidato Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que não irá acabar com o 13º salário e

POLÍTICA

‘Lula participará da eleição preso ou solto’, diz Dilma na Finlândia

Na última quarta-feira (27), a ex-presidente Dilma Rousseff embarcou para uma viagem de 12 dias para a Finlândia e a Rússia. Nesta sexta-feira (29), durante palestra na Universidade de Helsinque,