Wellington Dias grava programa e se diz pronto para “central de boatos”
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 15/08/14

Wellington Dias grava programa e se diz pronto para “central de boatos”

O candidato ao governo do Piauí pelo PT, Wellington Dias, afirmou nesta sexta-feira (15) que já está pronto para enfrentar uma “central de boatos” e acusações para tentar desestabilizar sua campanha. O petista lidera as pesquisas de opinião pública para o pleito de outubro.

“Venho prevenido desde o começo das eleições de que iria enfrentar uma central de boatos, de xingamentos, acusações e manipulação de pesquisa”, declarou, apontando ações na Justiça contra dois institutos que teriam manipulado pesquisas de opinião pública para o prejudicar.

Após gravações na manhã desta sexta-feira para seu programa eleitoral, Wellington Dias comentou o resultado da pesquisa do Ibope, que o apontou com 46% das intenções de voto. Os números foram divulgados na quinta-feira.

“Fiquei muito agradecido a Deus pelo fato de estarmos bem posicionados na pesquisa. Agradeço ao povo”, afirmou o candidato, que recebeu cumprimentos no jantar de adesão realizado na noite de ontem em Teresina.

Fonte: Cidade Verde

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA

TSE promete combater as fake news para garantir jogo limpo nas eleições

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) promete combater as fake news para garantir um jogo limpo nas eleições deste ano. Apenas nesta semana, a Corte Eleitoral pediu a remoção de publicações

POLÍTICA

Em campanha no Piauí, Ciro Gomes defende ‘trabalho para os pais’ e ‘educação para os filhos’

O candidato do PDT a presidente da República, Ciro Gomes, afirmou neste domingo (23) durante campanha em Teresina (PI) que suas melhores propostas para o país são “trabalho para os pais

POLÍTICA

Átila Lira acha difícil reforma política valer nas eleições de 2016

Em entrevista no Jornal do Piauí desta sexta-feira (15), o deputado federal Átila Lira (PSB) afirmou nõa acreditar que as mudanças propostas pela reforma política sejam implementadas já nas eleições