“Wellington se tornou refém de Ciro Nogueira”, diz Rubem Martins
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 06/12/17

“Wellington se tornou refém de Ciro Nogueira”, diz Rubem Martins

O deputado estadual Rubem Martins (PSB) avalia que o governo de Wellington Dias (PT) tem se tornado refém do Partido Progressista (PP). Rubem afirma que se não fosse o apoio do presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira, a situação financeira do estado estaria um caos, com os salários dos servidores atrasados.

Segundo ele, o evento de filiação de 19 prefeitos ao PP, mostra a força de Ciro e reforça a dependência de Wellington com relação ao progressista.  “O PT é refém dos Progressistas.

Rubem Martins afirma que governo virou refém de Ciro (Foto:JailsonSares/PoliticaDinamica.com)

Se não fosse Ciro, o barco do governo no Piauí já teria afundado, já estaria sem dinheiro, atrasando a folha. O governador pegou R$ 307 milhões do financiamento do empréstimo, gastou a maior parte sem fazer as obras da planilha da Caixa Econômica e isso vai levar a uma situação de dependência maior em relação ao Ciro Nogueira”, declarou.

Rubem Martins afirma que a dependência a Ciro faz com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, se torne um “problema” para Themístocles. “O crescimento do PP fragilizou o PMDB na base. O Themístocles se tornou um problema para o governador fechar o grupo. Pela força demonstrada pelo PP, eles devem continuar com a vaga de vice”, declarou.

Fonte: Política Dinâmica

Foto destaque: reprodução

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA 0 Comments

Pablo Santos defende PMDB na base de Wellington Dias

O deputado estadual  Pablo Santos (PMDB) continua suas andanças pelo interior. Aproveita o recesso na Assembleia Legislativa para intensificar visitas às bases.  Pablo  é a favor da aliança do PMDB

POLÍTICA

Dilma faz corte provisório de R$ 22,7 bi em gastos não prioritários nos ministérios

Para demonstrar disposição de equilibrar suas contas, o governo Dilma Rousseff promoveu um bloqueio provisório de um terço dos gastos administrativos dos 39 ministérios e secretarias especiais. Conforme decreto publicado

POLÍTICA 0 Comments

Governo usará R$ 70 milhões de obras para pagar professores

O governador Wellington Dias (PT) afirmou ontem que vai realocar verbas de obras e investimentos para garantir o aumento salarial de 11,36% dos professores e, assim, evitar a greve na