ALAGOINHA | Saúde inicia dois novos Grupos de Combate ao Tabagismo e acumula 66 pessoas atendidas
Publicado por: Da Redação | Data: 09/08/19

ALAGOINHA | Saúde inicia dois novos Grupos de Combate ao Tabagismo e acumula 66 pessoas atendidas

A Prefeitura Municipal de Alagoinha do Piauí, por meio da Secretaria de Saúde, deu início a dois novos grupos do Programa de Combate ao Tabagismo, que auxiliará àqueles que desejam parar de fumar, mas sozinhos não conseguem.

O primeiro grupo atendido neste segundo semestre, teve inicio na manhã desta quinta-feira, 08, na UBS Tereza de Jesus Bezerra, situada na localidade São João, distante cerca de 20 km da sede do município.

 

À tarde um novo grupo iniciou suas atividades na UBS Honorato Vicente de Lima, na sede de Alagoinha. O grupo do ESF I (sede) vai atender 15 pessoas, e o grupo do ESF IV (São João) atenderá seis pessoas.

Diversas autoridades participaram dos primeiros encontros, dentre estas, o prefeito Jorismar Rocha, ao lado da secretária de Saúde, Amélia Sá – a Amelinha, o secretário de Administração, Flávio Rocha, o vereador Neto Leandro, a coordenadora do Programa de Combate ao Tabagismo, no município, Luana Rocha, a equipe de profissionais do NASF, ACS e demais funcionários da secretaria, além dos usuários.

As ações de combate ao tabagismo são oferecidas gratuitamente na rede de saúde do município desde segundo semestre de 2018. Até aqui já foram formados quatro grupos, onde dos 45 participantes 18 deixaram de fumar, 12 desistiu, 7 reduziu e 8 não conseguiram para.

Os grupos são acompanhados por equipes multidisciplinares formadas por profissionais psicólogos, assistentes sociais, médicos, enfermeiros e ACS e Técnicos.

A dona Maristela de Sá Bezerra, moradora do Morro da Cauâ falou sobre suas expectativas em relação ao projeto. “Eu acredito que seja muito importante para as pessoas que realmente necessitam e precisam parar de fumar. Eu estou aqui porque estou interessada em parar de fumar e com fé em Deus com o decorrer do tratamento eu vou conseguir. Eu acho que é uma boa iniciativa da Secretaria de Saúde para ajudar quem tem vontade de parar de fumar, pois é muito importante para nossa saúde e para o nosso bem estar. Vim buscar ajuda porque já tentei parar de fumar e não consegui, creio que com o incentivo e com tratamento adequado vai dar certo” declara.

_Depoimentos de ex – fumantes:

Em depoimento, a dona Socorro Oliveira conta a dificuldade de parar de fumar e agradece ao projeto pela ajuda.

“Estou muito satisfeita porque eu sozinha não conseguia já tinha passado três dias sem fumar, mas não conseguia continuar. No projeto eles incentivam a gente a parar de fumar, sempre mostrando o que o cigarro faz de mal para nossa saúde e hoje eu posso dizer que parei de fumar, pois, já está completando quase seis meses que não fumo mais, nem tenho mais vontade de fumar, mais para isso é preciso ter força de vontade e ser mais forte do que a vontade de fumar. Eu agradeço ao projeto, pois tanto eu como minhas filhas estou satisfeitos pela ajuda, pois só assim consegui parar”, explica.

Dona Maria Deomar de Sá Alencar repassou sua experiência ao tentar parar de fumar até entrar no projeto. “Estou aqui para agradecer a todos a secretaria, a prefeitura, os médicos que nós ajudaram os psicólogos. O que eu tinha mais vontade no mundo era de parar de fumar, e graças a Deus agora em 2019 eu consegui. E eu estou muito feliz, pois é um sonho que consegui realizar eu já tinha tentado parar de fumar e não conseguia, pois quando parava eu sentia que meu coração ia parar ai voltava a fumar novamente. Tenho 59 anos e fumava há 45. Quero dizer a todos que estão aqui que tenha muita força de vontade e que peça força a Deus que você consegue deixar de fumar”, disse.

A coordenadora de Combate ao Tabagismo e assistente social, Luana Rocha, destacou em sua fala que o Programa segue determinações do Ministério da Saúde e consiste na formação de um grupo de fumantes que por um período de até 12 meses participará de encontros que no início acontecerão semanalmente, depois quinzenalmente e, por fim, manutenção mensal. Essa manutenção vai depender de como responderão à terapia em grupo.

“O principal foco é à força de vontade dos participantes. Muitos pensavam que o programa era assim, chegava à medicação tomou e pronto, mais não o programa dá todo suporte, temos encontros semanais ou quinzenais falando sobre os malefícios que o cigarro traz para saúde. Nós da equipe da saúde estamos aqui para ajudar a pararem de fumar, pois a gente sabe que não é fácil. Já formamos quatro grupos e muitos conseguiram e quem não consegue parar de fumar apenas com incentivos a gente introduz no tratamento a medicação, a gente tem todo um acompanhamento para quem precisar usar medicação”,

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Amélia Sá existe mais de 50 doenças relacionadas ao uso do tabaco, produzidas diretamente por pessoas que fazem uso de charutos, cigarros e cachimbos. “Os usuários destes produtos, segundo dados científicos, introduzem no organismo humano mais de 4.700 substâncias tóxicas, dentre elas, a nicotina, responsável pela dependência química; o monóxido de carbono, um gás venenoso; e o alcatrão, composto por mais de 40 substâncias pré-cancerígenas”, disse.

Amélia agradeceu a sua equipe pelo empenho. “Quero Agradecer aqui a comadre socorro e Osita por estarem aqui dando depoimento de vocês e mostrar que é possível parar de fumar é só ter paciência, pois o processo é difícil mais o primeiro passo é vir aqui procurar ajuda e vocês hoje estão aqui mostrando resultados. Parabéns pela iniciativa e a gente fica feliz pelo sucesso do programa 18 pessoas é muito sim, e a gente acredita que todos os que estão começando agora o resultado seja melhor ainda e que mais pessoas consigam parar de fumar e que sejam exemplo para muitas que ainda não tiveram iniciativa desde o começo”, relata.

O prefeito de Jorismar comemorou os resultados alcançados pelos Grupos. “Quero dizer que já temos alguns resultados de pessoas que já deixaram de fumar e outras que conseguiram diminuir o uso do cigarro. Às vezes a gente pensa que 18 pessoas é um número pouco, mas se pensarmos não é, pois tem aqueles que inalam a fumaça do cigarro que é considerado fumante passivo,  então quando uma pessoa para de fumar várias outras pessoas que convivem ao seu redor se beneficia. Quero agradecer a toda equipe de saúde que está presente nesse programa pelo desempenho, pelo trabalho, pela força de vontade. Afinal você conseguir evitar que uma pessoa fique doente já é uma vitória. O projeto já está formando várias turmas e a gente acredita que no futuro a gente venha ter um combate bem maior de fumantes”, revela.

O médico Dr. Nascimento, parabeniza a gestão pela campanha para interrupção do tabagismo. “O tabaco é um problema grave ultrapassa qualquer outra coisa do meio ambiente nessa realidade, e além desse problema também se tem outros malefícios causados por ele como problemas cardiovasculares. Hoje já é muito estudada a questão dos malefícios do tabagismo e também a sociedade no Brasil e no mundo vem tomando conhecimento e consciência de que não basta apenas suporte médico o avanço da medicina em termos de medicamento para combater doenças tem que ter a participação e a mudança do estilo de vida. Então estamos todos de parabéns por esta iniciativa”, informa Dr. Nascimento.

_VEJA FOTOS DA COMUNIDADE SÃO JOÃO:

_VEJA FOTOS DO GRUPO DA SEDE:

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

DESTAQUES

Mãe denuncia filhas por agressão em suposta briga por pensão alimentícia no PI

Uma professora de 47 anos- que não teve a identidade revelada- registrou boletim de ocorrência contra as próprias filhas de 16 anos e 21 anos. Segundo o delegado Marcelo Leal,

DESTAQUES

Ex-prefeito de município do Piauí vai ter que devolver mais de R$ 2 milhões após ação de improbidade

O Ministério Público do Piauí, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Piracuruca, ajuizou ação civil pública de ressarcimento ao erário, decorrente de ato de improbidade administrativa, contra o ex-prefeito

DESTAQUES

“Fazer o quê?” desabafa andarilho em Picos que procura comida no lixo

A cidade de Picos possui de acordo com último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, em 2010, uma população de 73.414 habitantes. A estimativa para o