Eletrobras Piauí está entre as 7 piores de distribuição de energia elétrica
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 17/03/18

Eletrobras Piauí está entre as 7 piores de distribuição de energia elétrica

A Eletrobras Piauí caiu três posições no ranking nacional que mede a qualidade dos serviços de distribuição de energia elétrica. A empresa, que está prestes a ser leiloada, desceu do 23º para o 27º lugar em um universo de 33 estatais. É o 7º pior desempenho. O levantamento é referente ao ano de 2017 em relação a 2016. A classificação é elaborada com base no Desempenho Global de Continuidade (DGC), formado a partir da comparação dos valores apurados de DEC (horas sem energia) e FEC (Frequência no número de interrupções) das concessionárias em relação aos limites estabelecidos pela ANEEL para esses indicadores.

A Eletrobras Piauí obteve um DGC de 1,16 em 2017, ligeiramente acima do índice do ano anterior, que fechou em 1,15.

O ranking é um instrumento que incentiva as concessionárias a buscarem a melhoria contínua da qualidade do serviço. Desde 2013, o ranking é considerado na movimentação tarifária das distribuidoras de energia elétrica.

A ANEEL avaliou todas as concessionárias do país no período de janeiro a dezembro de 2017, divididas em dois grupos: 33 concessionárias de grande porte, com número de unidades consumidoras maior que 400 mil; e 25 concessionárias de menor porte, com o número de unidades consumidoras menor ou igual a 400 mil.

Das empresas com mais de 400 mil consumidores, as melhores colocadas foram Energisa Minas Gerais (EMG) em primeiro, seguida da Companhia Energética do Maranhão (Cemar). As distribuidoras que mais evoluíram em 2017 foram a Energisa Minas Gerais e a Energisa Tocantins com um avanço de 8 posições em comparação ao ano de 2016. As últimas posicionadas foram a Enel Goiás, em 33º, e a Eletrobras Alagoas, em 32º lugar. A concessionária que mais regrediu no ranking foi a Energisa Sergipe com recuo de 8 posições em comparação a 2016.

Das empresas com até 400 mil consumidores, as melhores foram: Energisa Borborema (EBO, PB) em primeiro, Empresa Força e Luz João Cesa (EFLJC, SC) em segundo. As últimas nesse grupo foram a Forcel em 25º, e a Eletrobras Roraima em 24º.

Veja o ranking completo:

Hérlon Moraes (Com informações da Aneel)
[email protected]

Fonte: Cidade Verde | Foto: reprodução

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

DESTAQUES

Piauí tem 80% dos açudes e barragens com volume menor que a metade da capacidade

Relatório do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas no Piauí – Dnocs aponta que 28 dos 34 principais reservatórios de água do estado, incluindo barragens e açudes, estão com

DESTAQUES

Piauí instala a maior usina de energia fotovoltaica da América Latina

O Piauí vem se destacando nos últimos anos na atração de empreendimentos voltados à geração de energia renovável, a exemplo das eólicas. Agora, o estado dá mais um importante passo

Vila Nova do Piauí 0 Comments

Ministério da Saúde libera recursos para UBS em Vila Nova e outras seis cidades do Piauí

Moradores de sete municípios do Piauí são beneficiados com a liberação de R$ 571,2 mil para construção de sete Unidades Básicas de Saúde (UBS). Os novos recursos fazem parte do