PATOS | Padre Chiquinho é empossado como novo pároco da Paróquia São Sebastião
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 10/03/20

PATOS | Padre Chiquinho é empossado como novo pároco da Paróquia São Sebastião

O bispo Dom Plínio fez a transferência de cinco padre da Diocese de Picos,  da qual, as posses canônicas dos sacerdotes em novas Paróquias aconteceu neste início do mês de março. Na noite desta segunda-feira, 09,  foi realizado o último ato solene de posse dos padres transferidos.

O município de Patos do Piauí recebeu, o  pároco  Francisco Pereira Borges, mais conhecido como padre Chiquinho, que será o novo pároco da Paróquia  São Sebastião, que compreende área pastoral de Nossa Senhora Aparecida, de Jacobina do Piauí.

Clique aqui e veja todas as fotos!

Na praça,  o pároco  Francisco Pereira foi recebido pelas comunidades. O rito de posse canônica teve início com a entrega das chaves da igreja. As portas foram abertas pelo novo pároco, que tocou o sino da igreja, em sinal de  chamado da comunidade  para a missa.  Na ocasião, o presidente da Câmara Municipal de Patos, José Hélio, se pronunciou desejando as boas vindas ao padre.

Em seguida,  os grupos das pastorais de Picos e de Patos se apresentaram e acolheram o novo pároco,  e logo, após, o sacerdote, foi conduzido a  sacristia,  onde recebeu do bispo e dos conselhos paroquianos os Livros de Tombo, de Batismos, Livro de Matrimônios, o Livro Caixa e o inventário representando o zelo e o cuidado que o ofício de pároco lhe é confiado.

A missa campal  foi presidida pelo bispo da diocesano de Picos, Dom Plínio José Luz da Silva, e concelebrada por diversos padres do clero da Diocese. No início da celebração, o padre Fernando Amando apresentou os padres presentes, e depois  foi feita a leitura da Provisão de nomeação, proferida pelo padre Antônio Mendes Neto, vigário geral da Diocese.

Em continuação a posse canônica, o padre Chiquinho, com o auxílio de sua irmã, foi revestido com a estola sacerdotal e a casula, símbolos do serviço em que o novo pároco deverá prestar aos seus paroquianos. Já com as vestes sacerdotais, o sacerdote fez a sua profissão de fé, conforme determina a disciplina da Igreja.

Em sua homília, Dom Plínio,  saudou todos os  sacerdotes presentes e o povo. Ele ainda destacou que o padre Chiquinho  é um cervo de Deus, um cuidador. “O povo tem no padre Francisco Borges  um cervo humilde e acolhedor”, afirmou.

Após a homilia, o novo pároco,  fez  diante do bispo a renovação das promessas sacerdotais. Em  seguida Dom Plínio o conduziu para dentro da igreja e apresentou ao sacerdote alguns lugares que o mesmo utilizará no exercício do seu ministério na paróquia, como a Cadeira, o Sacrário quando lhe foi entregue as chaves e o mesmo fez um momento de adoração, além do batistério,  os santos óleos, catecúmenos, e  do santo crisma, bem como, a água do batismo e o Confessionário. Seguido o bispo reconduziu o sacerdote para o local da celebração, onde Padre Chiquinho proferiu o juramento de fidelidade.

Ao final da celebração, antes da bênção final, Wellington Silva Araújo, da paróquia de Nossa Senhora dos Remédios de Picos, prestou homenagem ao padre Chiquinho. “Padre significa pai, e, é esse sentimento filial que sentimos  pelo senhor. Sentiremos sua falta,  sua presença paterna ali ao nosso alcance, mas Deus é para todos e está presente em tudo, por isso estamos felizes em compartilhar com nossos irmãos da paróquia São Sebastião, a experiência da sua convivência,”, ressaltou.

O leigo completou fazendo referência ao que diz São João Maria Vianey.  “O sacerdote não é para si, mas para vós, ai está a chave da entrega, e  te  entregamos padre Chiquinho a esse povo para que possa cuidar e amar na tua entrega de vida ao projeto de Deus”, finalizou.

A leiga Eliane Reis Barros,  representando a Paróquia de Patos, apresentou a mensagem de acolhimento ao novo pároco.  “Nossa paróquia está em festa, pela sua chegada, e lhes recebemos com muta alegria. A partir de  agora o senhor será membro de cada família e compartilhará conosco os sofrimentos e as  alegrias, cuidará de nos  como pastor, pois essa é a comunidade que lhe está sendo confiada,   cheia de esperança, mas contrida na fé.  E nesta perceptiva de fé,  queremos oferecer nosso apoio e ajuda. Somos uma paróquia simples, mas  oferecemos ao senhor nosso carinho,  amizade e disponibilidade no dia a dia da vida comunitária, sejam bem vindo e conte sempre conosco, essa agora é a sua comunidade”, disse.

Padre Chiquinho proferiu suas primeiras palavras como pároco da igreja de São Sebastião. “Ele fez referência a  dois sentimentos, primeiro o de gratidão ao povo de Picos.   “Picos lugar onde nasci, a qual,  também sou grato ao povo daquela terra  com quem compartilhei o período de 6 anos em que assumi o  compromisso  de cuidar do patrimônio e do povo. Picos é um lugar abençoado, terra de Nossa Senhora dos Remédios”, disse.

O pároco também expressou o sentimento de acolhimento pelo povo de Patos e de Jacobina.  “É com alegria que exerço meu sacerdócio e assumo essa nova caminhada.  O padre é um, mas a igreja é um corpo, pois isso,  peço que somem comigo nessa nova missão para que possamos caminhar juntos.  Me comprometo ser um  servo  e praticar  meu sacerdócio  ministerial com  humildade, pois ser  humilde é se colocar atrás de Jesus, como ele próprio não se apresentou como Deus, mas como porta voz do pai, e  não podemos ser diferente”, concluiu.

Ao término da missa, o novo pároco foi calorosamente saudado pelos paroquianos de Patos e Jacobina e visitantes das cidades de Picos, Jaicós e Bocaina.   Na ocasião foi servido um jantar para todos.

Participaram da posse canônica, os padre Fernando Amando de Sousa,  Expedito Antônio de Oliveira, João Pereira de Sousa, Jonas de Moura Batista, Wagner Francisco de Sousa Carvalho,  Sérgio de Moura Leal, David de Sousa Barros,  José Marcos, Antônio Mendes Neto, Francisco Pereira Borges,  Antônio Cristo de Oliveira, Claudio Santana de Carvalho,  Miguel Feitosa Pereira, Francisco Ramires, Paulo Henrique e José Mairton, além dos diáconos Vanderlan e Marcos Vinícius.

Natural do povoado Saquinho, zona rural de Picos, Francisco Pereira Borges, mais conhecido como Chiquinho, nasceu no dia 13 de novembro de 1950, tem, portanto, 69 anos de idade.

Ordenou-se padre em 18 de dezembro de 1983. Em 36 anos de sacerdócio Padre Chiquinho trabalhou dois anos em Paulistana, doze anos na Paróquia de São José Operário, em Picos, pouco mais de dez anos em Jaicós e seis anos e alguns meses na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Bocaina. Está há quase seis anos à frente da Paróquia Nossa Senhora dos Remédios, com sede na Catedral de Picos.

 

 

Mais fotos:

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

DESTAQUES

Piauí fecha abril com 579 novos empregos

O mês de abril fechou com saldo positivo no emprego formal no Piauí. Foram criadas 579 vagas, resultado de 7.129 admissões e 6.550 desligamentos. A diferença representou um acréscimo de

Jaicós 0 Comments

Prefeito de Jaicós faz balanço dos três primeiros meses de mandato no Município

Na manhã deste domingo (02) o Prefeito Ogilvan da Silva Oliveira (Neném de Edite) em entrevista concedida à Radio Clube FM, no Programa “Jaicós em Destaque”, fez um balanço dos

DESTAQUES

Sanfoneiro “Tonho de Corrinha” reúne mais de 500 pessoas no forró dos idosos em Alegrete do Piauí; fotos

Fotos: Raimundo Neto/ colaborador Cidades Na Net O original forró pé de serra com Sanfona, Zabumba e Triangulo, marcou a 9ª edição do forró dos idosos em Alegrete do Piauí.