Conecte-se conosco

DESTAQUES

Polícia Militar desarticula festa clandestina em propriedade privada da zona rural de Picos; veja vídeo

Publicado

em

No final de semana retrasado, especificamente em 20 de junho, a Polícia Militar de Picos recebeu uma denúncia de que uma festa estaria sendo realizada, de maneira clandestina, em uma propriedade privada na comunidade de Lagoa Comprida, zona rural de Picos.

Guarnições policiais se deslocaram até a propriedade e, ao chegarem ao local, confirmaram a veracidade da informação.

“A PM foi acionada para intervir em um evento que aconteceu em uma propriedade privada. Segundo o noticiante, em uma chácara na Lagoa Comprida, zona rural de Picos, estaria acontecendo aglomeração de pessoas, som abusivo e, possivelmente, uso de entorpecentes. Diante das informações, foram deslocadas viaturas do 4º BPM para atender a ocorrência. Chegando ao local, foi constatado que acontecia um evento que reunia vários jovens. O som foi desligado instantaneamente e começou uma movimentação intensa no sentido de saírem do local”, informou o Tenente Sanches.

Ele relatou que nenhuma condução foi feita à Central de Flagrantes, pois não foi possível encontrar o (s) idealizador (es) do evento. “Os policiais tentaram localizar o responsável pela festa, mas disseram que o evento foi realizado após divulgação em redes sociais. Por isso, ninguém foi conduzido”.

Durante a manhã, em passeio com um dos cães do canil nas imediações do evento, o animal farejou e encontrou uma trouxinha de entorpecente.

“O cão Guns deu a indicação de que havia um invólucro com substância análoga à maconha. Não se sabe a origem da droga, mas é possível que alguém tenha dispersado no momento da abordagem”, disse o tenente.

Mesmo com os vários decretos estaduais e municipais sobre isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus, praticamente todo final de semana se expande a informação de que acontecem festas em chácaras e residências de Picos, especialmente na zona rural do município.

Publicidade

Facebook

MAIS ACESSADAS