SUS inclui medicamento de alto custo para pacientes em metástase do câncer de mama
Publicado por: Junior Oliveira | Data: 08/08/17

SUS inclui medicamento de alto custo para pacientes em metástase do câncer de mama

Em circulação há mais de 15 anos, o medicamento trastuzumabe é usado para o tratamento de um tipo específico de câncer de mama e pode dobrar a sobrevida de pessoas em metástase – quando a doença já atinge outras áreas do corpo. O Sistema Único de Saúde (SUS), por meio do Ministério da Saúde, passou a abranger este público e irá fornecer a droga num prazo de 180 dias.

A decisão foi publicada pelo Diário Oficial da União na última quinta-feira (3). Em 2012, o governo havia liberado o uso para pacientes com o câncer, mas excluía os metastáticos. Hoje, mais de 3 mil pessoas com câncer de mama inicial e localmente avançado fazem o uso do trastuzumabe pelo SUS.

Organizações como a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) e a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama) reivindicavam a ampliação para acesso do medicamento a todos os tipos de pacientes.

No mercado, a droga custa cerca de R$ 10 mil a dose. Ela é usada no tratamento do câncer de mama do subtipo HER2+, o mais agressivo e que atinge um quinto das mulheres com tumor no seio. A célula cancerígena expressa o gene que leva o mesmo nome da doença, e o remédio bloqueia a ação desse gene, o que evita a proliferação.

“Estamos muito atrasados com essa aprovação. É uma droga fundamental para o tratamento deste tipo de câncer em qualquer fase e pode dobrar a sobrevida. O tratamento era feito com quimioterapia e sem ter alvo específico para o tipo da doença. Agora, vamos conseguir controlar melhor e por mais tempo”, avaliou a mastologista e presidente da Femama, Maira Caleffi.

De acordo com a Femama, a droga “mudou a forma como o câncer é tratado no mundo”. O trastuzumabe consta na lista básica para combater o câncer, criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para guiar governos nas escolhas de oferta em suas políticas de saúde.

Fonte: G1

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

DESTAQUES

Diretor de escola é suspeito de abuso sexual contra mais de 10 estudantes no Piauí

Um diretor de uma escola pública é investigado por suposto abuso sexual contra mais de 10 estudantes do sexo masculino na cidade de Batalha ( a 154 km de Teresina).

DESTAQUES

Motoristas querem discutir aumento do diesel com governo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Abcam, entidade que reúne os motoristas autônomos, disse nesta sexta (31) que pretende se reunir com o governo para discutir o aumento do preço

DESTAQUES

Lixo em riachos provocou enchente após chuva de 12h em Floriano, diz prefeito

O lixo jogado em riachos provocou a enchente durante chuva que durou cerca 12 horas no município de Floriano, localizado 244 km ao Sul de Teresina, segundo o prefeito Joel