Designer denuncia agressão por segurança na Maternidade Evangelina Rosa
Publicado por: Da Redação | Data: 01/08/19

Designer denuncia agressão por segurança na Maternidade Evangelina Rosa

O vídeo gravado por Maurício e enviado ao Cidadeverde.com registrou ele discutindo com funcionários da maternidade, reclamando por ser mal atendido. O designer teria sido barrado ao entrar na maternidade por estar usando uma calça com comprimento não permitido pelas normas da unidade.

“Ele fizeram chacota de mim e da minha sogra. Disseram que não entrava com ‘short de piriguete’. Achei um desrespeito. Fui até em casa pegar uma calça comprida para mãe da minha esposa que entrou para acompanhá-la e gravei o vídeo”, relatou Maurício.

O casal mora no bairro Cidade Nova, na zona Sul. A mulher deu entrada no hospital por volta das 7h da manhã. Maurício diz que sua esposa estava com complicações na pressão arterial.

Após a discussão com os funcionários, o vídeo registra o momento em que o segurança se exalta, chama Maurício de “seu merda” e o empurra até a parte de fora da maternidade. Maurício tem diabetes e alega que machucou um dedo do pé quando o segurança o expulsou de dentro da maternidade.

Em resposta, a Maternidade Evangelina Rosa informou em nota que, além de estar usando calça inapropriada, Maurício “apresentava sinais de embriaguez alcoólica” e “agrediu a recepcionista da Casa com palavras de baixo calão”.

Maurício nega a embriaguez e agressão à recepicionista, e disse que irá registrar um boletim de ocorrência . “Humilhação na frente de todo mundo”, lamenta.

NOTA DE ESCLARECIMENTO MDER – Portal Cidade Verde

Sobre o caso de um pai que teve que ser convidado a se retirar da Maternidade dona Evangelina Rosa ( MDER) na manhã desta quarta-feira ( 31/07), a Instituição esclarece os seguintes fatos:

O senhor tentava adentrar na Maternidade trajando bermuda, o que não é permitido. Diante da negativa, o mesmo, que apresentava sinais de embriaguez alcoólica, agrediu a recepcionista  da Casa com palavras de baixo calão. A segurança foi acionada para mediar a situação. Houve tentativa de agressão – física e moral – ao profissional, mesmo tendo sido orientado a retornar em outro momento , quando tivesse trajando as roupas permitidas e estivesse em condições de adentar à Maternidade.

Ressaltamos que os profissionais da segurança  desta Instituição são policiais militares , altamente capacitados e treinados para lidar com situações de conflitos. O senhor  em teve que ser retirado para resguardar a segurança de pacientes, visitantes e colaboradores e até mesmo da mãe e do bebê.

Lembramos ainda que a Evangelina Rosa, mesmo antes de o pai ter direito a ser acompanhante, já adotava essa prática, assim como adota e respeita, como parte de uma atendimento humanizado, no entanto, o cidadão em questão não tinha condições de adentrar neste Hospital no estado de embriaguez e descontrole emocional em que se encontrava.

Atenciosamente,

Assessoria de Comunicação ( ASCOM/MDER)

Fonte: CidadeVerde.com

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

Campo Grande do PI

Educação de Campo Grande realiza formação de professores para o início do semestre letivo

A Prefeitura de Campo Grande do Piauí, por meio da Secretaria de Educação reuniu todos os professores na rede municipal de ensino para um momento de estudo e reflexão, em

NOTÍCIA DESTAQUE

Prefeito de município do interior do Piauí proíbe presença de pessoas nas ruas

O prefeito do município de Boa Hora, Norte do Piauí, decretou o isolamento radical conhecido como lockdown para este final de semana. A medida faz parte do enfrentamento a pandemia do novo coronavírus e tem

Jacobina do Piauí

JACOBINA | Prefeitura paga décimo terceiro de servidores e injeta cerca de R$ 200 mil na economia local

A Prefeitura Municipal de Jacobina do Piauí, pagou nesta sexta-feira, 11 de dezembro,   o  13º salário de todos os  servidores efetivos municipais. Com isso, serão injetados na economia local, aproximadamente