Mais de 437 mil famílias no Piauí já podem sacar o Bolsa Família
Publicado por: | Data: 13/02/20

Mais de 437 mil famílias no Piauí já podem sacar o Bolsa Família

O pagamento do Bolsa Família, programa que contribui para o combate à pobreza e à desigualdade, começou nessa quarta-feira (12/02). Ao todo, 437.140 famílias do Piauí irão receber R$ 93,03 milhões do governo federal. O valor médio do benefício no Estado, de R$ 212,82, é fundamental para a subsistência da população mais vulnerável, já que o complemento da renda – um dos eixos do programa – garante o alívio mais imediato da pobreza.

É o caso de Edna de Sousa Barros, de 55 anos. Sem trabalhar em função de problemas de saúde, ela começou a receber o benefício este ano. O auxílio do Bolsa Família veio em boa hora. “Foi uma benção de Deus. Eu fiquei doente e o dinheiro ajuda a comprar um remédio, um pão, um leite, alguma coisa”, contou ela.

E para que o Bolsa Família seja efetivo, ele chega a quem mais precisa. “Em fevereiro, o benefício do Bolsa Família irá chegar a cerca de 45 milhões de brasileiros que precisam ser protegidos pela vulnerabilidade de renda em que se encontram”, afirmou o secretário do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra. “Então, o Bolsa Família cumpre com o seu papel mensal de garantir aos mais pobres e aos mais vulneráveis do país uma renda mínima mensal, oferecendo a possibilidade de alimentação básica para essas famílias”, completou o secretário.

Pagamento escalonado

O pagamento do benefício segue um calendário escalonado. Para saber o dia do pagamento, o beneficiário deve conferir o Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão do programa. Os que terminam com final 1 podem sacar o dinheiro no primeiro dia do pagamento. Os com final 2, no segundo dia – e assim por diante. Este mês, o pagamento vai até o dia 28. Em função do feriado do Carnaval, os pagamentos serão interrompidos entre os dias 22 e 26 – e retomados no dia 27.

Sobre o Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa do governo federal que atende famílias em condições de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 89 por pessoa; ou cuja renda per capita esteja entre R$ 89,01 e R$ 178, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

Além do complemento de renda, o programa trabalha sob os eixos de “Acesso a direitos” – as famílias devem cumprir compromissos que reforçam o acesso à educação, à saúde e à assistência social – e de “Articulação com outras ações” – os gestores integram e articulam várias políticas sociais, estimulando o desenvolvimento das famílias e contribuindo para a superação das situações de vulnerabilidade e pobreza.

Para integrar o programa, o responsável pela família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou um posto de atendimento do Bolsa Família no município. É necessário levar documentos de identificação pessoal, como carteira de identidade ou carteira de motorista e certidão de nascimento de todas as pessoas que vivem na residência.

Fonte: Ascom/Ministério da Cidadania

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

Vila Nova do Piauí

Câmara de Vereadores de Vila Nova do Piauí convoca sessão extraordinária e vai empossar novo presidente. Veja!

A Câmara dos Vereadores de Vila Nova do Piauí, vai realizar uma sessão extraordinária, às 18h, desta segunda-feira (30), para empossar o novo presidente do Legislativo Municipal. A informação foi

NOTÍCIA DESTAQUE

Ciro diz que se a eleição fosse hoje ele seria o melhor nome para o governo do estado

Em entrevista ao Cidadeverde.com, o senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas, afirmou nesta sexta-feira (30) que se a eleição fosse hoje, ele seria o melhor nome do partido para disputar

NOTÍCIA DESTAQUE

Menina de 9 anos passa por exames e tio é suspeito de estupro

Uma criança de 9 anos passou por exames nesta quarta-feira (21) no Serviço de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (Samvvis), na maternidade Dona Evangelina Rosa, em Teresina, após