MP ingressa com ação contra ex-secretário de fazenda por irregularidades em transferências ao Iaspi
Publicado por: Francieldo Araújo | Data: 04/09/18

MP ingressa com ação contra ex-secretário de fazenda por irregularidades em transferências ao Iaspi

Ministério Público do Piauí ingressou com ação civil pública contra o ex-secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, e contra o Contador-Geral do Estado, Ricjardeson Dias, por irregularidades em transferências de valores ao Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Piauí (Iaspi), que levaram à suspensão de atendimentos durante 16 dias.

De acordo com a 44ª Promotoria de Justiça de Teresina, uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) constatou irregularidades com os repasses ao Iaspi de duas maneiras: através do cancelamento sem previsão legal de despesas com pessoal e liquidações, bem como de passivos de consignações retidas em folha pelo Poder Executivo.

O inquérito foi instaurado em 2017. Na ocasião, segundo o MP, foram cobrados valores atrasados ao Iaspi e representantes da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) informaram a existência de um problema estrutural de pagamento no governo e que por isso os valores foram utilizados para complementar a folha do estado.

Inquérito Civil Público foi instaurado pelo Promotor de Justiça Fernando Santos (Foto: Gustavo Almeida/G1)

Inquérito Civil Público foi instaurado pelo Promotor de Justiça Fernando Santos (Foto: Gustavo Almeida/G1)

Na ação, o promotor Fernando Santos afirmou que o ex-secretário de Fazenda deixou de repassar o valor de R$ 200.379.782,34, referentes às consignações do Iaspi-Saúde, Plano Médico de Assistência e Tratamento (Plamta), planos de seguros, empréstimos, financiamentos e entidades representativas de classe.

O órgão declarou que as irregularidades violam a integridade, confiabilidade e segurança do sistema financeiro do estado e que a ação tem como objetivo a indisponibilidade dos bens dos réus e ressarcimento de danos ao erário na quantia de R$ 200.379.782,34.

O MP requer ainda a perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até 100 vezes o valor da remuneração percebida e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário pelo prazo de três anos.

Suspensão de atendimentos

Presidente do Sindhospi fala sobre suspensão de atendimento (Foto: Thaís Guimarães/G1 PI)

Presidente do Sindhospi fala sobre suspensão de atendimento (Foto: Thaís Guimarães/G1 PI)

A rede credenciada ao Iaspi-Saúde e Plamta suspendeu o atendimento durante 16 dias devido à falta de pagamento. Cerca de mais de 200 mil segurados foram prejudicados pela suspensão. Os atendimentos só foram regularizados após um acordo entre o governo e o Sindicato dos Hospitais (Sindhospi).

O presidente do Sindhospi, Jefferson Campelo, afirmou ao G1 que a falta de pagamento levou trouxe prejuízo enorme para os prestadores de serviços. “São inúmeros os problemas. O Iaspi prejudica atrasos dos pagamentos e o número de glosas [não pagamento] é assustador”, declarou.

Fonte: G1 Piauí

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

NOTÍCIA DESTAQUE

Colisão entre carro e moto deixa uma pessoa morta na PI 142 em Pio IX

Um grave acidente envolvendo um  carro modelo Honda Civic e uma motocicleta, ocorrido na noite do último sábado, 15, deixou uma pessoa morta na PI 142, que interliga os municípios de

NOTÍCIA DESTAQUE

Secretaria de Saúde autoriza a realização de 22 cirurgias cardíacas fora do Estado

A Secretaria Estadual de Saúde(Sesapi) já autorizou 22 cirurgias cardíacas em 2019, através do Programa de Tratamento Fora de Domicílio(TFD). Por ser cirurgia de alta complexidade, onde poucas unidades hospitalares

NOTÍCIA DESTAQUE

Mortos em confronto com a polícia são identificados

Os dois homens mortos na madrugada de hoje (30) em confronto com a polícia após a explosão de um caixa eletrônico em Floriano, foram identificados. Eles foram identificados como Paulo