Prefeito vai a Brasília e garante recursos para o município de Alegrete do Piauí
Publicado por: Danilo Bezerra | Data: 03/06/14

Prefeito vai a Brasília e garante recursos para o município de Alegrete do Piauí

O prefeito Márcio Alencar, esteve recentemente em Brasília buscando recursos para a melhoria do município de Alegrete do Piauí. Ele esteve acompanhado do senador Wellington Dias, do prefeito de São Julião, José Neci, e do técnico da empresa L&R Associados, Edson Ribeiro.

Márcio articulou os benefícios diretamente com a gerente da Macrorregião do Nordeste da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Regina Ramos. Junto a Funasa ele adquiriu mais 22 poços para todo o Município. No FNDE foram viabilizadas mais duas escolas municipais, sendo uma de 6 salas no bairro Bela Vista e outra com 4 salas na localidade de Malhada Alta, além de uma quadra poliesportiva no bairro Maravilha e a cobertura e reforma da quadra da Unidade Escolar Municipal Maria Juceneuda Maia.

De volta do município, o gestor reafirmou seu compromisso de estar sempre buscando mais para seu município, melhorando assim a qualidade de vida da população.

https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfp1/t1.0-9/10302643_800359613315942_1346182036595686013_n.jpg

 

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

Francisco Santos

Homem é preso por tráfico de drogas em Francisco Santos

Um homem identificado como Bruno Dionatas Rodrigues, foi preso no último domingo (12), pela Polícia Militar de Campo Grande do Piauí, no Povoado Boa Viagem, km 87, no município de

NOTÍCIA DESTAQUE

Amigas criam sebo online para vender livros e ajudar animais abandonados

O amor pelos animais e o desejo de transformar a vida dos pets foram os responsáveis pela decisão de três amigas de organizar uma feira de livros usados e doar

NOTÍCIA DESTAQUE

Relator propõe corte de R$ 10 bilhões do Bolsa Família

O relator do projeto de Orçamento de 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR), afirmou nesta terça-feira (20) ao G1 que vai propor o corte R$ 10 bilhões dos R$ 28,8 bilhões