SÃO JULIÃO | Estudante é aprovada para doutorado em Farmacologia pela Universidade de São Paulo
Publicado por: Willians Sousa | Data: 15/07/20

SÃO JULIÃO | Estudante é aprovada para doutorado em Farmacologia pela Universidade de São Paulo

Natural da cidade de São Julião na Região Sudeste do Piauí, a farmacêutica Gisele Lopes vai ingressar em mais uma etapa da vida acadêmia. Desta vez no curso de doutorado através do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia, na Universidade de São Paulo, Campus da cidade Ribeirão Preto.

Gisele foi selecionada por meio de uma prova, apresentação de um projeto e entrevista. Além destes a seleção utilizou como critério a análise curricular (currículo).

“Meu mestrado eu trabalhei com cardiovascular e no meu projeto agora também será com cardiovascular avaliando os impactos do pantoprazol que é um medicamento muito utilizado para tratamento de problemas no estômago, pois existem relatos que o pantoprazol pode desenvolver hipertensão a longo prazo no sistema cardiovascular”, explica.

Gisele Lopes se graduou no curso de Farmácia pela Faculdade Integral Diferencial (FACID) em Teresina, entre os anos de 2013 a 2018. Logo em seguida após conclusão, foi aprovada para dois cursos de pós-graduação em mestrado, sendo um em Ciências Farmacêuticas e o outro em Farmacologia pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), optando pelo curso de Ciências Farmacêuticas desenvolvendo estudos sobre o  sistema cardiovascular.

Ao mesmo tempo em que cursava mestrado, Gisele fez também especialização em Farmácia Clínica pelo Instituto Brasil de Pós-Graduação (iBras).

De acordo com a estudante recém-aprovada para o curso de doutorado, a previsão para iniciar é até o mês de agosto deste ano e tem duração de três a quatro anos.

Para Gisele, a aprovação no doutorado de Farmacologia da Universidade de São Paulo – que é o maior programa do Brasil – representa uma grande oportunidade de crescimento profissional e científico, conquista essa que foi comemorada por ela, amigos e familiares.

“Hoje o meu sentimento é de gratidão. Sempre gostei de realizar pesquisas, buscando a melhoria para a população em geral e buscando descobrir novas alternativas na minha área de estudo, que é a área cardiovascular. Sabe-se que as doenças cardiovasculares são a maior causa de morte no Brasil e no mundo, além de ser um fator de risco para outras doenças, como o novo coronavírus (COVID-19). Para mim a ciência é fundamental, principalmente no dias em que vivemos em meio a pandemia, pois os primeiros procurados são os cientistas”, declarou Gisele.

A Universidade de São Paulo (USP) é considerada a maior universidade pública brasileira, a mais importante do país, e, uma das mais importantes da Ibero América. A USP está também entre as mais prestigiadas em todo o mundo.


ACOMPANHE O PORTAL NAS REDES SOCIAIS:
@cidadesnanet
Facebook.com/cidadesnanetoficial

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

Campo Grande do PI

Social de Campo Grande do Piauí promove dia de lazer para grupo de idosos no Tibungo Park

37 idosos do município de Campo Grande do Piauí atendidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, ação desenvolvida pela Secretaria Municipal de Assistência Social, tiveram um dia especial

NOTÍCIA DESTAQUE

Governadores do Nordeste pedem ajuda à China para tratar Covid-19

Os governadores do Nordeste pediram apoio ao embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, para conseguir do governo chinês o envio de materiais, médicos de insumos e equipamentos para combater

NOTÍCIA DESTAQUE

Escola Tio Zezito de Padre Marcos promove ‘Arraiá da Leitura’

Buscando integrar a comunidade escolar em vista a necessidade e o entusiasmo de festejar e manter viva a tradição nordestina, a escola da rede municipal de ensino, José de Moura