Tite queria Cleber Xavier como coordenador da Seleção
Publicado por: | Data: 17/07/19

Tite queria Cleber Xavier como coordenador da Seleção

Antes de a direção da CBF definir Juninho Paulista como novo coordenador da Seleção Brasileira, o técnico Tite ensaiou uma indicação que não se concretizou: a do seu auxiliar Cleber Xavier. Diante da rapidez com o que a confederação anunciou o nome de Juninho, um dia após a conquista da Copa América, o treinador nem sequer teve tempo de apresentar sua sugestão à cúpula da entidade.

Tite vinha trabalhando internamente para que Cleber, em quem deposita inteira confiança, substituísse Edu Gaspar, contratado pelo Arsenal, da Inglaterra, e que se desligou da Seleção no dia da decisão da Copa América (7 de julho).

Nas últimas entrevistas ao longo da competição e, notadamente, no pós-jogo em que o Brasil venceu o Peru por 3 a 1, no Maracanã, e foi campeão, Cleber dividiu a bancada de entrevistas oficiais com Tite. Edu Gaspar, por hierarquia, é quem deveria ocupar aquele espaço.

Cleber Xavier é auxiliar de Tite há quase 20 anos, desde o início da carreira do técnico, no Grêmio. Bem articulado e atencioso, Cleber teve seu trabalho reconhecido pela imprensa em seus três anos de Seleção, até o momento.

Se a CBF desse aval à ideia de Tite, o filho do treinador, Matheus Bachi, teria uma nova ascensão na comissão técnica. Passaria a ser o principal auxiliar de Tite, função que hoje cabe a Cleber Xavier. Matheus era o terceiro assistente do treinador. Galgou um degrau com a saída de Sylvinho, que, em maio, deixou a Seleção para ser técnico do Lyon, na França.

Fonte: Terra

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

GERAL

Inquérito contra Weintraub sobre racismo vai para 1ª instância

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que, por ter sido exonerado do cargo de ministro da Educação, Abraham Weintraub deve responder na primeira instância da

GERAL

FMI estima que o Brasil terá rombo nas contas públicas até 2025

O aumento emergencial de gastos públicos adotado pelo governo para combater a crise provocada pela pandemia do coronavírus deve levar o Brasil a registrar déficit primário até 2025, quando atingirá

GERAL

Conta de energia elétrica não terá custo extra no mês de janeiro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou nesta sexta-feira (29) que bandeira tarifária do mês de janeiro será verde. Ou seja, no primeiro mês de 2018 não haverá cobrança