Agricultores estão sem dinheiro para comprar milho devido o alto valor
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 30/11/15

Agricultores estão sem dinheiro para comprar milho devido o alto valor

A situação de muitos agricultores no Piauí está bem complicada, como se não bastassem os estragos provocados pela seca em todo o estado, muitos estão sem dinheiro para comprar milho da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Segundo os agricultores, o produto está muito caro.

Na região de Valença do Piauí, os animais magros sofrem por conta da estiagem e da fome. “Quando começou o ano estava bom, porque dava para comprar o milho, mas agora o preço subiu e já não deu para comprar. Tive que desistir de comprar o milho e continuei pegando capim para alimentar o gado”, disse o agricultor Domingo Pereira.

O problema está ocorrendo porque o governo federal cancelou a ajuda financeira que garantia o preço mais baixo no milho da Conab. Em Picos o galpão está abarrotado, já que o alimento dos animais não está tendo saída. A Conab não está vendendo mais nem 1% do que era vendido anteriormente.

Entre os anos de 2012 e 2014 o órgão vendia três mil toneladas em menos de um mês. Agora foram vendidos em setembro apenas 500 quilos de milho a R$ 36. Em outubro com o preço já a R$ 41, saíram do galpão apenas 153 quilos. Atualmente o valor está R$ 45. O que torna ainda mais impossível para o agricultor comprar.

 

G1

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

GERAL

JAICÓS | Abertas inscrições para interessados em colocar barracas durante festividades de aniversario

A Prefeitura de Jaicós, através da Secretaria de Cultura, abriu as inscrições para os interessados em colocar barracas para venda de comida e bebida durante as festividades do aniversário de 186

Jaicós

JAICÓS | Escola Pequeno Polegar parabeniza alunos por aprovação no IFPI

Como fruto de um trabalho de qualidade, feito com empenho e compromisso com a Educação Jaicoense, a Escolinha Pequeno Polegar, do município de Jaicós, está comemorando mais conquistas alcançados por

GERAL

Brasil registra primeira morte de presidiário por coronavírus

O primeiro detento morto pela Covid-19 estava preso no Instituto Penal Cândido Mendes, uma penitenciária para idosos na região central da capital fluminense. O homem tinha 73 anos e morreu