Com quase todos os açudes secos, Oeiras tem decreto de emergência
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 19/09/16
Comments 0

Com quase todos os açudes secos, Oeiras tem decreto de emergência

O Governo Federal reconheceu, por meio da Secretaria de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional, a situação de emergência por conta da seca em Oeiras, a 356 km de Teresina. A portaria ministerial foi publicada nesta segunda-feira (19) no Diário Oficial da União (DOU). Na cidade, quase todos os açudes já estão secos.

De acordo com o secretário de Agricultura de Oeiras, Juvenal Antônio de Souza, cerca de 80% da safra foi perdida em 2016 devido à falta de chuvas. As maiores perdas foram justamente nos produtos mais cultivados em Oeiras, como o milho, arroz, feijão e mandioca.

“Nós estamos com praticamente todos os açudes secos. Tivemos mais de 400 milímetros de chuvas somente em janeiro e todos os açudes encheram, mas não tivemos mais nenhuma chuva nos meses seguintes e agora estão quase todos sem água. Esse reconhecimento vai nos dar a oportunidade de buscar mais recursos para enfrentarmos essa situação”, falou o secretário.

Com o reconhecimento, o Piauí passa a ter 118 municípios com estados de emergência ratificados pelo Governo Federal. Na semana passada, a União já havia publicado portaria reconhecendo a situação em 117 cidades piauienses castigadas pela seca. Até agora são mais de 50% dos municípios nesta situação em todo o Piauí.

A decretação de emergência é necessária para a execução das ações emergenciais de assistência e de restabelecimento do abastecimento d’água no enfrentamento à seca, como a Operação Carro-Pipa e instalação de poços. A maior parte dos municípios com emergência reconhecida está no semiárido, onde os efeitos da seca são ainda mais severos.

Recursos
No início de setembro, o Ministério da Integração Nacional destinou R$ 26 milhões para o estado enfrentar os impactos da seca. As ações serão executadas pelo ministério em parceria com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) para socorro, assistência e restabelecimento de serviços essenciais. Em todo o Brasil, as unidades atingidas pela estiagem estão recebendo R$ 260 milhões.

A execução nos estados do Piauí e Sergipe ficarão sob a responsabilidade da Codevasf, que vai usar a verba para a construção de adutoras para o abastecimento de água e ainda implementação da operação carro-pipa. Apesar de o dinheiro estar disponível, o montante será liberado apenas mediante a elaboração dos planos de trabalho para a aplicação da verba.

G1

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

GERAL

PIB do Piauí cresce, mas é o menor do País; Veja riquezas do Estado

O Produto Interno Bruto (PIB) do Piauí, em 2012, foi de R$ 25,721 bilhões e teve crescimento acima da média nacional. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (14) pela Fundação

GERAL

Leilões do Detran são opções para comprar veículos mais baratos

Com valores abaixo do mercado, os veículos leiloados pelo Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI) chegam a ter preço, em média, 30% menor que o de tabela. Em 2015,

GERAL

Em greve há 63 dias, servidores da UFPI serão recebidos em Brasília

Um grupo de servidores técnicos administrativos da Universidade Federal do Piauí (UFPI) está em Brasília onde se reunirão com representantes do Governo Federal para tratar sobre as pautas impostas pelo