Criança de 1 ano sofre com doença rara e família pede ajuda
Publicado por: Francieldo Araújo | Data: 15/03/19

Criança de 1 ano sofre com doença rara e família pede ajuda

Benjamin do Nascimento Pereira, de apenas 1 ano e 5 meses, que mora no bairro São Luiz, em Campo Maior, está precisando de ajuda para tratamento de doença rara.

A criança foi diagnosticada há 3 meses, no Emopi, com Síndrome mielodisplásica, uma doença rara que ataca a produção de células sanguíneas.

“Ele apresenta vários hematomas no corpo, por qualquer pancadinhas mesmo de leve, ele fica roxo, mas o mais perigoso não é os hematomas, ele não pode levar pancadas fortes porque corre risco de hemorragia, não pode se cortar se não sangrar demais e não é fácil de parar, aí ele pode correr risco de vida se não for controlada”, detalha a mãe Illana Ilana Lorena do Nascimento Aguiar, ao 180graus.

Benjamim vai viajar neste domingo (17/03) para Barreto, São Paulo, onde vai realizar exames no Hospital do Amor, mais conhecido por Hospital do Câncer de Barreto.

Desempregados, pai e mãe conta com colaboração dos parentes e amigos para ajudar na viagem e no tratamento do Benjamim.

A família realiza bingo, leilão, rifa e disponibiliza números de conta bancária para arrecadar recursos.
Para ajudar, basta entrar em contato pelo telefone da mãe no WhatsApp 086 9 8163-7211.

Caixa Econômica Federal
Agência: 0616
Operação: 013
Conta: 96718-2
Nome: Illana Ilana Lorena do Nascimento Aguiar

  Arquivo Pessoal
  Arquivo Pessoal
  Arquivo Pessoal

 

 

 

Fonte: 180 Graus


ACOMPANHE O PORTAL NAS REDES SOCIAIS:
@cidadesnanet
Facebook.com/cidadesnanetoficial

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

GERAL

Mobilização Municipalista acontece nos dias 19 e 20 em Brasília; CNM convoca prefeitos

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, convoca todos os gestores municipais para participarem da última Mobilização Municipalista do ano de 2018. O movimento municipalista reconhece os avanços obtidos

Picos

Número de casos de hanseníase registra queda de 10% em Picos

O número de casos de hanseníase registrou queda de 10% em relação ao ano de 2017 em Picos. Na macrorregião foram registrados durante todo o ano 70 casos da doença

GERAL

Enem 2018: Veja o ranking dos melhores colégios de Picos

A partir de dados liberados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) na quinta-feira (13), consultorias prepararam rankings do desempenho das escolas do país no Enem