Jornalista doa cabelo para mulheres em tratamento do câncer de mama
Publicado por: Francieldo Araújo | Data: 17/10/18

Jornalista doa cabelo para mulheres em tratamento do câncer de mama

Foi transformando a vaidade em boas ações que a jornalista Lígia Rocha resolveu doar o seu cabelo para mulheres em tratamento contra o câncer de mama na Fundação Maria Carvalho, no Bairro Ilhotas, Zona Leste de Teresina. Segundo a comunicadora, para o mundo mudar, as pessoas precisam fazer algo.

“Eu fiz aniversário e decidi que agora em diante, no meu aniversário, eu vou fazer uma coisa boa, por que a gente sai, se diverte, faz besteira e porque que não fazemos uma coisa boa? Pra gente mudar o mundo, a gente tem que fazer algo. Não dá pra ficar só teorizando. Se você quer um mundo melhor, você tem que fazer alguma coisa”, disse a jornalista.

Ainda conforme Ligia, o gesto solidário não passou de uma simples atitude. Ela reconhece que precisa fazer algo a mais.

“É pouco. Eu não acho que fiz muito. Eu fiz um gesto de carinho para essas pessoas em fazer uma peruca pra o meu cabelo. Acho que eu ganho muito mais. Quando eu passo para as pessoas o que eu fiz, elas começam a se sensibilizar, a ver que isso não é muito. Tenho dois filhos adolescentes e quero passar para eles exemplos bons, mostrar que a vaidade não é o mais importante e sim ser um bom ser humano com um gesto pequeno”, contou a jornalista.

Lígia Rocha decidiu doar os cabelos para mulheres em tratamento do câncer de mama — Foto: Reprodução/TV Clube

Em 2011 a Funcionária Pública Margarete Neiva descobriu que estava com o câncer de mama durante um exame de rotina. A notícia caiu como uma bomba, mas antes de focar no problema, ela decidiu que estava na hora de procurar uma solução.

“Eu procurei no máximo do que podia para trabalhar minha cabeça no sentido de entender que eu tinha que fazer alguma coisa para resolver o meu problema ao invés de ficar me debatendo em relação ao problema em si que a doença poderia trazer. Eu tinha muita expectativa e esperança que eu iria vencer esse problema”, relatou a funcionária.

O acompanhamento e apoio da família foram essenciais para o tratamento da Margarete além das visitas regulares ao médico para o rastreamento da doença detectada ainda no inicio. O autoexame, feito em casa pode ser o primeiro passo para indicar que existe algo de errado no corpo da mulher. Em seguida, um a exame detalhado feito por especialistas indicam a necessidade de um tratamento.

Diagnóstico precoce para o câncer de mama.  — Foto: Foto: Reprodução/Piauí TV 1

Diagnóstico precoce para o câncer de mama. — Foto: Foto: Reprodução/Piauí TV 1

Estatísticas apontam que o diagnostico antecipado pode aumentar as chances de cura de mais de 90% das mulheres.

“A principal vantagem para a mulher, primeiro, aumenta a suas chances de cura. Se tem um tumor diagnosticado na fase inicial que se chama carcinoma incito, as chances da mulher estar viva em dez anos são de 98%, ou seja, é muito alta. E tem outras vantagens que é não perder a mama, já que o tumor é muito pequeno e a maioria não precisará receber quimioterapia”, explicou o Oncologista Sabas Vieira.

Fonte: G1 Piauí

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

GERAL

Cartão de informação do concurso da Polícia Militar já está disponível

Os candidatos ao concurso para a PM, cujas provas acontecem no próximo domingo, dia 09/07 já podem acessar o site do Nucepe – Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos

GERAL

Instituto Legatus divulga resultado preliminar da prova objetiva

No inicio da noite da última quinta-feira (25) o Instituto Legatus divulgou o resultado preliminar do teste seletivo realizado pela Prefeitura de Buriti dos Lopes. Centenas de pessoas participaram almejando

GERAL

Intérpretes de Libras da UFPI produzem vídeos sobre o coronavírus para surdos

Com o objetivo de promover o acesso à informação para todas as línguas e linguagens, o curso de Letras-Libras (Língua Brasileira de Sinais) da Universidade Federal do Piauí (UFPI) está