Partida do campeonato piauiense de futsal termina em confusão
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 21/11/20

Partida do campeonato piauiense de futsal termina em confusão

A partida entre Belos e AABB/Mesa 14, válida pelo campeonato piauiense de futsal, terminou em briga na noite desta sexta-feira(21). O jogo, realizado na Ginásio Carlos Said, no Vale do Gavião, acabou com a vitória do Belos por 4 a 1.

Após o apito final, o goleiro Joilton, do AABB/ Mesa 14, que foi expulso durante  jogo, partiu para cima do árbitro com socos e pontapés. O atleta precisou ser contido por companheiros de sua equipe.

A cena foi registrada na transmissão realizada pelo canal no Youtube Tv Cajuína. A confusão pode ser acompanhada a partir de 1h06m da transmissão (vídeo acima)

O presidente da Federação de Futsal do Piauí lamentou o episódio. Em entrevista ao cidadeverde.com, ele informou que a comissão disciplinar do campeonato deve se reunir nos próximos dias para analisar o caso, a partir do relatório que deve ser entregue pelo árbitro da partida.

“Uma coisa que a gente jamais vai admitir é agressão física, não aceitamos em hipótese alguma. Vamos aguardar o relatório da partida para que o caso seja julgado e os envolvidos punidos”, disse o presidente da Federação de Futsal do Piauí.

 

Veja vídeo:

 

Fonte: Cidade Verde

Foto: TV Cajuína

 

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

GERAL

Detran-PI volta a funcionar com atendimento presencial exclusivo para despachantes

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PI) voltou a ter atendimento presencial nessa segunda-feira (8). Entretanto, só poderão ser atendidos os despachantes e o único serviço ofertado é a transferência de

GERAL

Infectologista orienta sobre uso de máscaras caseiras

O Ministério da Saúde está orientando a população a fazer uso de máscaras de fabricação caseira, caso tenha necessidade de sair de casa. O infectologista Kelson Veras, médico cooperado da

GERAL

MP não descarta ação de organização criminosa na tragédia de Suzano

O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Gianpaolo Smanio, afirmou nesta quinta, 14, que o Ministério Público não descarta a possibilidade da atuação de uma organização criminosa na tragédia de