Renda dos trabalhadores piauienses tem a maior alta do país e chega a R$ 1.425
Publicado por: | Data: 17/10/19

Renda dos trabalhadores piauienses tem a maior alta do país e chega a R$ 1.425

O rendimento médio dos trabalhadores piauienses subiu 19,9% em seis anos, de 2012 a 2018. Esse foi o maior crescimento do país. Em segundo lugar ficou o estado da Paraíba, cuja alta da média foi de 19,2%.

As informações são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada pelo IBGE.

Segundo os dados, em 2012, a renda dos trabalhadores piauienses, considerando todos os tipos de trabalho, era R$ 1.188. Em 2017, passou para R$ 1.326 e em 2018 chegou a R$ 1.425. Ou seja, entre 2017 e 2018, o crescimento foi de 7,5% – o dobro da inflação do período que foi 3,75%. Ainda assim, é a segunda renda mais baixa do país, à frente apenas do Maranhão (R$ 1.288).

Levando em consideração todas as fontes, em seis anos, o rendimento médio dos piauienses cresceu 16,4%. Esse também é a maior alta do país. Em segundo lugar fica a Paraíba, com alta de 13,9% no período.

O rendimento médio de todas as fontes, incluindo trabalho, aposentadoria, pensões, aluguéis, doações, mesadas e programas sociais, era R$ 1.181 em 2012 e passou para R$ 1.325 em 2017. Em 2018, chegou a R$ 1.375. Entre 2017 e 2018, a alta foi, portanto, de 3,8%, praticamente igual à inflação do período.

Aposentadoria

A renda das pessoas que recebem aposentadoria do Piauí subiu 15,5% em seis anos, mas levando em consideração apenas o período de 2017 a 2018, houve queda de 4,5% na média, que passou de R$ 1.534 para R$ 1.465. Em 2012, era R$ 1.268.

População com renda cresce

O Piauí tem 3,26 milhões de habitantes. Destes, 1,91 milhão têm fonte de renda. Isso significa que 58,8% dos piauienses têm algum tipo de renda mensal. Destes, 1,15 milhão têm renda proveniente do trabalho, ou seja, 35,27%.

O número de piauienses que ganham dinheiro trabalhando caiu 2% entre os anos de 2017 e 2018. Já quando se observa a população que tem qualquer tipo de renda (aqui se inclui trabalho, aposentadoria, pensão, aluguel e benefícios) o número subiu 0,9% no mesmo período.

Quando comparamos os dados de 2018 com 2012 – seis anos antes – temos que a quantidade de pessoas que tiram renda do trabalho caiu 6,3%, enquanto que a população que tem algum tipo de renda subiu 2,2%.

Fonte: Cidade Verde

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

GERAL

Programa Viva o Semiárido estima atender cerca de 75 mil famílias em 89 municípios

A Superintendência do Tesouro da Secretaria da Fazenda recebeu em reunião representantes do Fundo de  Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e membros da Diretoria de Controle da Pobreza Rural da SDR (Secretaria de

GERAL

Procon move ação contra faculdades do PI por conduta abusiva em negociação de mensalidades na pandemia

O Programa de proteção e defesa do consumidor (Procon-PI) moveu uma ação contra faculdades do Piauí e os respectivos sindicatos e associações do ramo por conduta abusiva na negociação de

GERAL

Governo decreta ponto facultativo nesta sexta-feira (30)

O Governo do Estado decretou a transferência do ponto facultativo do Dia do Servidor Público, comemorado em 28 de outubro, para o dia 30 de outubro. A determinação afeta tanto