Programa Saúde na Escola e Educação Ambiental são abordados no 3º dia da Semana Pedagógica em Alegrete; fotos
Publicado por: Da Redação | Data: 21/02/20

Programa Saúde na Escola e Educação Ambiental são abordados no 3º dia da Semana Pedagógica em Alegrete; fotos

A programação da Semana Pedagógica em seu terceiro dia, realizada nesta quinta-feira (20), trabalhou, assim como nos demais dias, importantes temas voltados ao bom desenvolvimento educacional. O evento preparatório para o ano letivo de 2020, é promovido pela Prefeitura de Alegrete na gestão do prefeito Márcio Alencar, por meio da Secretaria Municipal de Educação.

Os assuntos abordados na programação desta quinta-feira foram: Programa de Saúde na Escola (PSE) – apresentação do programa e o relatório de ações 2019; promoção da cultura de paz, cidadania e direitos humanos; promoção da saúde auditiva e identificação de educandos com possíveis sinais de alterações; prevenção das violências e dos acidentes: criança segura na escola; promoção da segurança alimentar e nutricional da alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil; prevenção ao uso do álcool, tabaco, crack e outras drogas; construção do plano de trabalho PSE 2020; educação ambiental: atitude e ação – educação ambiental curricular 2020.

A secretária de Saúde, Anna Carla, fez abertura do evento desta quinta-feira (20), e apresentou relatório de ações desenvolvidas em 2019, do Programa Saúde na Escola (PSE), que contém doze ações estabelecidas pelo Ministério da Saúde. “Apresentei dados quantitativos de ações realizadas em 2019, in loco, com equipe formada por enfermeiros, fonoaudiólogos, nutricionistas, agentes comunitários de saúde, para atender todas as crianças da rede municipal”, disse.

No relatório apresentado, de acordo com a secretária, estão descritos o número de alunos avaliados por escola e a quantidade que necessitaram de encaminhamento, seja para acompanhamento ou consulta médica, bem como as propostas de ações a serem desenvolvidas em 2020.

O Programa de Saúde na Escola tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino, através de avaliação de uma equipe multidisciplinar  formada por especialistas em diversas áreas, trabalhando em conjunto, em busca de um objetivo comum.

As doze ações estabelecidas pelo Ministério da Saúde contidas no PSE são: Cultura de paz, saúde sexual e reprodutiva, prevenção álcool e outras drogas, saúde ocular, saúde auditiva e saúde psicossocial, crescimento saudável, antropometria, correção postural, alimentação saudável, prevenção e combate as arboviroses e segurança no ambiente escolar.

Entre as ações previstas para o decorrente ano de 2020, a secretária Anna Carla, destacou, que na pauta de planejamentos estão: reunião de pais (02 durante o ano), visita de avaliação in loco (02 durante o ano), antropometria (02 durante o ano), avaliação ocular (01 anual), gincana de combate ao Aedes Aegyptii (01 por escola), feiras/exposições (01 com toda a rede), palestra com alunos abordando temas diversos (08 por escola).

As escolas da Rede Municipal de Alegrete do Piauí atendidas pelo PSE em 2019 foram: Antônio Gonçalo, Creche Tia Osay, Francisco Elpídio Ramos, Joaquim Pereira Filho, João Jacob de Araújo, Mãe Maria, Maria Juceneuda Maia, Pedro Casé e Tertuliano Sanchez Leal.

Após a apresentação do relatório pela secretária de Saúde, a programação teve continuidade com o master coach, analista de perfil comportamental, terapeuta holístico e enfermeiro, Ezequiel J. Silva Dias, que falou sobre inteligência emocional.

“Inteligência emocional é uma ferramenta de suma importância para cultura de paz temática da nossa abordagem nesta manhã, entendendo que todos os princípios norteadores que nos levam a uma vida plena passam pelo processo de auto consciência para ressignificação das crenças limitantes. Trabalhar nosso estado de paz interna é o primeiro passo para comunicarmos paz à nossa volta e somente praticando o execício da inteligência emocional onde se une razão e emoção é que vamos desenvolver as competências emocionais necessárias para resultados de sucesso em qualquer área de nossas vidas. A cultura de paz começa dentro de cada um a partir de suas crenças”, explicou Ezequiel Dias.

A enfermeira, Jannaina Alencar, em sua palestra trabalhou o tema “Prevenção do uso de álcool, tabaco, crack e outras drogas”. O tema é voltado ao educador na prevenção do uso de álcool e drogas na faixa etária escolar em jovens e adolescentes. Jannaina também apresentou método de como proceder em casos de alunos usuários.

“Trouxe a experiência enquanto profissional frente a um caso comprovado e também voltado ao professor a questão de ser inovador, ou seja, tirar o aluno de dentro do ambiente sala de aula e leva-lo para clínicas de apoio, associações como A.A e CAPS, para que eles tenham um choque de realidade e não fiquem presos apenas nas palestras e rodas de conversas. Foi uma honra fazer essa parceria entre Educação e Saúde. Me senti horada e privilegiada pelo convite. Foi um manhã muito agradável com receptividade por parte dos professores”, disse a enfermeira Jannaina Alencar.

Dentro da programação de palestras desta quinta-feira, 20, o palestrante, professor, Edson Ribeiro, ministrou palestra sobre “Prevenção das violências e dos acidentes: criança segura na escola”. De acordo o professor, a finalidade do programa é alertar os professores sobre a responsabilidade quanto acidentes e, de modo geral, acerca da segurança no ambiente escolar. “Essa segurança não é só quanto a acidentes físicos, mas também a respeito da segurança psicológica, institucional, criação de um ambiente sadio, para que elas tenham maior aproveitamento no currículo escolar”, pontuou.

Conforme ressaltou Edson Ribeiro, foi apresentado o programa aos professores e nele tratado a respeito da base legal, responsabilidades, principais aspectos que envolvem a segurança da criança. “Trataremos ainda de conversar com pais, passaremos pelas escolas para conversar com alunos e visitaremos instituições de ensino para fazer um levantamento dos pontos críticos que podem ocasionar acidentes no ambiente escolar. Apresentaremos ainda ao prefeito e secretária de Educação uma proposta de intervenção para corrigir os pontos críticos que forem encontrados, e estabelecer protocolos de atuação em casos que a segurança esteja comprometida. Isso envolve segurança arquitetônica, patrimonial, bullyng, segurança digital – cyberbulling, segurança na entrada e saída (entorno escolar). É um alerta para evitarmos que as crianças estejam em situações de conflitos, acidentes, riscos, e que elas entre si se coloquem em ocasiões de agressão que possa comprometer a segurança delas, de professores, funcionários e todos do ambiente escolar”, acrescentou Edson.

Pela nutricionista, Ana Kelly, foi trabalhado com os professores a importância da promoção da segurança alimentar e nutricional, bem como da alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil. “Abordei o tema com o enfoque de levar aos professores um maior conhecimento sobre alimentação saudável e disponibilizar práticas viáveis e didáticas para os professores trabalharem em sala de aula com os alunos, despertando o interesse e os bons hábitos alimentares nas crianças e adolescentes”, disse.

A Semana Pedagógica em seu terceiro dia, trouxe para a equipe da Educação de Alegrete do Piauí, conhecimentos sobre educação ambiental curricular. O tema foi trabalhado com o palestrante e  engenheiro florestal, Gedeones Brito, que explicou a finalidade.

“Nossa palestra é para sensibilizar os professores, pois sabemos que ele têm conhecimento prévio, mas queremos que atuem como agentes disseminadores da informação e que levem aos alunos. Como professor, é um espelho para os discentes e que ele pratique o que prega, levando para a sala de aula, não só a informação, mas exemplos reais do seu convívio e de como trabalhar a temática do meio ambiente no dia a dia”, frisou Gedeones que externou seu ponto de vista quanto à participação e interatividade dos docentes. “Avalio de forma positiva porque todos foram participativos, questionando, respondendo e construindo um conceito que é o principal de tudo”, concluiu o engenheiro florestal.

A fonoaudióloga, Herica Veloso, explicou o conceito da Fonoaudiologia e abordou as competências do profissional, bem como suas atuações em Educação, Saúde, Saúde coletiva, hospitais. “A atuação do fonoaudiólogo é ampla e dentro do contexto escolar é recomendável que os professores tenham um olhar mais minucioso quanto às alterações e dificuldades que as crianças podem apresentar em sala de aula e assim atrapalhar o rendimento escolar (aprendizado)”, recomendou.

No tocante a fonoaudióloga relatou algumas patologias que podem ser desenvolvidas como gagueira, dislexia, disgrafia, atraso simples de linguagem, deficiência auditiva. “O fonoaudiólogo trabalha todas esses distúrbios. Muitas vezes o professor conhece esses distúrbios na teoria, mas não sabem a qual profissional adequado encaminhar para avaliação e tratamento. É importante que esse profissional trabalhe dentro da escola fazendo esse trabalho de triagem, avaliação e de assessoria à comunidade escolar. Nesse sentido é relevante que trabalhe sobre a saúde vocal dos professores”, destacou a fonoaudióloga.

Durante esta quinta-feira, foram desenvolvidas ações de teste de glicemia, aferição de pressão arterial, teste de Índice de Massa Corporal (IMC).

A programação da Semana Pedagógica tem continuidade, neste sábado, 21 de fevereiro, com reunião com as equipes gestoras. Nos dias 27 e 28, acontecerá o retorno para planejamento nas respectivas escolas de lotação.

Veja mais fotos:

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

Picos

Jovem morre e quatro ficam feridos em acidente ao voltar de festa em Campo Grande do Piauí

Um grave acidente registrado na madrugada desta terça-feira, 27, por volta das 4h30, na BR 316 no quilômetro 327, próximo ao aterro sanitário de Picos, vitimou a jovem picoense, Jéssica

NOTÍCIA DESTAQUE 0 Comments

Polícia apreende moto com chassi raspado em Francisco Macedo

Policiais Militares do Grupamento da cidade de Francisco Macedo apreenderam uma motocicleta modelo Honda Fan 125, de cor preta, que trafegava sem placa e com a numeração do chassi raspada. A

NOTÍCIA DESTAQUE

Com 49% dos votos, Carnaúba é eleita árvore símbolo do Piauí

Chegou ao fim a votação para escolher a árvore símbolo do estado do Piauí e a Carnaúba foi a mais votada pelo público. A enquete foi proposta pela Secretaria de