Educação de Fronteiras avança no IDEB e atinge média histórica de 5,8 “o professor é a fórmula” diz secretária
Publicado por: Iago Sousa | Data: 14/10/18

Educação de Fronteiras avança no IDEB e atinge média histórica de 5,8 “o professor é a fórmula” diz secretária

Às vésperas do Dia do Professor, comemorado oficialmente nesta segunda-feira, dia 15 de outubro, a reportagem do Portal Cidades Na Net, esteve na cidade de Fronteiras, no sudeste do Estado. Lá conversamos com a equipe gestora da Secretaria Municipal de Educação, bem como com o corpo docente e os discentes das escolas, para falar do avanço na qualidade da educação fronteirense.

O que a gestão da prefeita Maria José e a secretária de Educação, Verônica Ribeiro, fizeram para o IDEB saltar de 4,8 em 2015, para 5,8 em 2017? Quais mudanças foram necessárias e implantadas em apenas um ano de gestão? É possível fazer a diferença, mesmo com poucos recursos?

As respostas para estas perguntas parecem difíceis, mas são explicadas de forma clara. Ao visitar as escolas e conversar com os alunos, sentimos de fato, que a educação fronteirense avançou para melhor.

Para início do diálogo, vamos explicar o que é o IDEB. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) é um indicador geral da educação nas redes privadas e públicas, composto pelo desempenho dos alunos em avaliações de matemática e português pelas taxas de aprovação. Para chegar a esse resultado, o MEC calcula a relação entre rendimento escolar (taxa de aprovação, reprovação e abandono). Os dados mostram que de 2013 até agora o ensino na rede municipal, saiu de 4,7 para 5,8. É o melhor resultado alcançado pela gestão “Mudança e Compromisso” de Fronteiras desde que o indicador começou a ser usado para medir a qualidade da Educação.

Aqui estão os resultados da gestão Mudança com compromisso:

SÉRIEESCOLASGESTÃO PASSADA

2015

GESTÃO ATUAL

2017

5º ANOUnidade Escolar Hermínio José Ribeiro5.35.7
Unidade Escolar José Aquiles de Sousa4.55.6
Unidade Escolar M. N. Senhora de Fátima4.56.2

 

SÉRIEESCOLASGESTÃO PASSADA

2015

GESTÃO ATUAL

2017

9º ANOUnidade Escolar Hermínio José Ribeiro4.54.9
Unidade Escolar José Aquiles de Sousa3.95.1
Unidade Escolar M. N. Senhora de Fátima4.44.2

No município, a gestão investe maciçamente em formação continuada, avaliações internas e acompanhamento pedagógico, valorização dos servidores com pagamento em dia, bem como investimentos em infraestrutura das escolas, recursos pedagógicos, tecnologias de informação e comunicação, gestão escolar e adoção de políticas públicas que visam à qualidade do ensino-aprendizagem, além de fatores condicionantes intra e extraescolares que fez a gestão redefinir suas praticas. Estes são alguns dos mecanismos que garantiram o avanço da aprendizagem na Rede Municipal de Educação de Fronteiras, conforme aponta a avaliação do IDEB/Inep.

Paralelo de mudanças

O resultado da avaliação do IDEB foi um ponto que ganhou relevância, uma vez que em apenas um ano teve um avanço considerável.

De acordo com secretária municipal de Educação, Verônica Pereira Ribeiro, a avaliação positiva no IDEB significa que há muito trabalho e dedicação. No entanto, a avaliação é rígida e exige em muitos fatores. A secretária afirmou que é um sentimento de felicidade porque a avaliação do IDEB é muito criteriosa e não só considera a questão da aplicação de provas, pois vai muito mais além.

“Sinto-me extremamente feliz porque é uma avaliação criteriosa de um órgão federal como o IDEB/INEP. A avaliação criteriosa não leva em conta só a prova, mas outros fatores como evasão, reprovação” explicou.

Verônica destacou que o momento é de gratidão. “Só tenho a agradecer. Agradecer a equipe e a todos. Agradecer a supervisora Hildegardia pela dedicação por ter conseguido fazer esse elo entre escolas e comunidade, diretores, coordenadores, professores. O papel dela é fundamental nesse contexto e em relação ao IDEB” agradeceu Verônica.

Verônica disse ainda que muitos desafios e dificuldades emergiram no início da gestão a frente da pasta, pois muitas unidades de ensino não tinham condições de funcionamento.

“Sofremos um pouco no início da gestão com escolas do campo que não tinha condições de funcionamento. Existiam turmas multisseriadas e a qualidade do ensino-aprendizagem em turmas multisseriadas é baixo. O rendimento é complicado. Então como primeira medida, resolvemos nuclear em cinco escolas. Naquele momento nós nos preocupamos muito com a formação, com a união da equipe e com a integração. Todo esse papel foi exercido de forma brilhante pela supervisão da escola junto aos professores, coordenadores, diretores e colaboradores, pois o contato aqui foi contínuo” destacou a secretária de educação.

Quando indagada sobre o diferencial da sua gestão, Verônica ressalta. “O que faz a diferença é o professor qualificado com compromisso, motivado, valorizado e com dedicação e, graças à Deus, conseguimos ter esse avanço” ressaltou Verônica.

Gráfico mostra avanço da educação fronteirense – Foto: Arquivo da Secretaria de Educação

Com o resultado de 5,8 obtido na avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), cuja avaliação reflete o avanço na educação de Fronteiras, Verônica declarou sentimento de felicidade e dever cumprido com dedicação.

“Meu sentimento é de felicidade porque realmente se fez mudança com compromisso. Aconteceu na educação de Fronteiras a mudança com compromisso. É um dado real, é indiscutível e creio que este foi um dos maiores feitos da administração da prefeita Maria José. Quero agradecer a ela que acreditou no nosso potencial e que deu suporte necessário para evoluirmos. Houve municípios que perderam pontos. Alguns municípios ficaram numa situação confortável porque já estavam numa gestão de trabalho continuado. Então, nós professores tivemos um início de gestão com muitas dificuldades e mudanças. Avançar como nós avançamos com essa quantidade de pontos é fantástico. É só gratidão, gratidão e gratidão” finalizou Verônica.

A equipe de jornalismo do Portal Cidades Na Net entrevistou também a supervisora de ensino Hildegardia Bezerra. A supervisora explicou o que de fato contribuiu para melhorias na educação e o alcance do resultado no IDEB.

“Sem dúvidas a educação municipal de Fronteiras depois da gestão da prefeita Maria José com a secretária de Educação Verônica Maria, oportunizou aos discentes da nossa cidade, direitos iguais ao que se refere aprendizagem, alimentação, transporte, material e recursos primordiais que vêm de uma forma essencial promover uma assimilação maior do que se trabalha. Nesse primeiro ano da gestão da professora Verônica, passamos por uma avaliação externa que é a prova Brasil onde foram avaliados os alunos de 5º e 9º ano. Trabalhamos de forma árdua, com atividades diferenciadas, apostilas, materiais extras como também como o grande compromisso dos diretores, coordenadores e o grande ator modificador do processo ensino-aprendizagem, o professor. O professor é o elo modificador do processo ensino-aprendizagem. Profissional este que aproveitamos e agradecemos pelo brilhante desempenho no aumento significativo dos indicadores do IDEB 2017. Não poderíamos estar mais lisonjeadas e felizes com um resultado tão significativo em apenas um ano de trabalho. Equipe de compromisso que cultiva com muito amor e carinho e sabe o verdadeiro sentido da palavra “EDUCAR” disse agradecida a supervisora.

A diretora da escola Nossa Senhora de Fátima, professora Joaquina Girlúcia, também destacou os avanços e agradeceu a todos os envolvidos, aos quais, foram responsáveis por mais uma conquista.

“Nosso avanço em primeiro lugar eu quero agradecer a nossa secretária Verônica pela confiança, a nossa supervisora Hildegardia que é um suporte muito grande em nossas escolas e a minha equipe de professores e coordenadores que não mediram esforços para que essa meta fosse atingida. Para nós chegarmos aonde a gente chegou, foi um trabalho de formiguinha e cada um tem sua parcela de contribuição, o diretor, o coordenador, os pais, os alunos, o pessoal dos Serviços Gerais dentro da escola. Nós buscamos desenvolver todos para atingirmos a nossa média. Encontramos muitas dificuldades quando assumimos a direção da escola em relação à aprendizagem. Então hoje nosso papel foi fazer uma sondagem do nível que estavam nossos alunos. Com essa sondagem nós descobrimos a deficiência de cada um, e, através dessas deficiências fizemos o trabalho diferenciado. Foi através do engajamento de todos os professores nas disciplinas de português, matemática, história, geografia, ciências, artes, religião e educação física que atingimos essa meta do IDEB” apontou Joaquina Girlúcia.

A diretora parabenizou a gestão. “A administração da prefeita Maria José juntamente com secretária Verônica, é uma gestão que mostra resultados comprovados. Resultado real onde se tem um engajamento de todos e, que fazem parte da Educação Municipal em todas as escolas municipais. O resultado se dá pelo suporte que nós temos. Portanto, obrigado à todos os envolvidos” destacou a diretora.

A aluna Isabelly Maria de Almeida Pereira Santos, aluna do 9º ano, da escola José Aquiles de Sousa – o Sousão, falou sobre os projetos implantados na educação e suas palavras comprovam os avanços apontados pelo IDEB.

Isabelly e sua mãe Raquel Ligia – Foto: Cidades Na Net

“Nesses dois últimos anos evoluiu bastante, a Educação de Fronteiras. Eu estudei apenas um ano na gestão anterior e no outro ano já foi na gestão da secretária Verônica. Muitas mudanças, os professores mudaram. Com certeza avançou os conteúdos, estão muito mais bem explicados, as aulas estão modificadas e tem muito mais gente envolvida. Algumas aulas teóricas surgiram e também as aulas práticas. Enfim, mudou bastante na minha visão, melhorou porque nos colocou enquanto alunos no centro das atenções. Em nenhum outro ano a gente teve essa oportunidade de os alunos fazerem algum tipo de coisa importante para contribuir com a cidade, e, agora a gente pode fazer isso. Conseguimos, enquanto alunos, ajudar de alguma forma. Tem mais participação do aluno na escola. Agora o aluno é protagonista da sua própria escola” enfatizou Isabelly Maria, fazendo referência a sua participação na 5ª Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente, em Sumaré, São Paulo. A aluna representou o município de Fronteiras, juntamente com outros 15 delegados do estado do Piauí, e apresentou o projeto Sou Guardião da Água. O trabalho já foi testado e está funcionando na Unidade Escolar José Aquiles de Sousa. O projeto tem como objetivo, reaproveitar a água utilizada nas pias da cantina e, através de uma encanação auxiliar, desviar a água das pias para caixa de decantação.

A aluna falou mais sobre a qualidade da educação no município de Fronteiras. “A educação municipal de Fronteiras é muito boa, se comparada a outros municípios. Os professores estão mais envolvidos com os alunos nas atividades. Todo aluno vê isso, quando a gente sai do nono ano, já sai com preparação porque os professores ficam incentivando naquilo, ficam mostrando para a gente que não acaba ali e ainda vai ter muita coisa pela frente, então a gente vê isso. A gente coloca na nossa cabeça que a gente tem que evoluir e não parar ali porque o nono ano é só uma fase que a gente vai ter de muitas outras pela frente” declarou a aluna.

Escolas da zona rural

A professora e coordenadora da Educação Municipal da zona rural, Doreslene, destacou a importância do trabalho, compromisso e dedicação da equipe que compõe a Secretaria de Educação para com o desempenho e suporte dado às escolas da zona rural.

“A gestão da professora Verônica foi de primordial importância para o desenvolvimento do ensino-aprendizado na zona rural. A zona rural passou a ser tratada sem disparidade entre a sede, então houve uma equidade na educação. Foram realizadas ao longo destes dois anos, reforma em todas as escolas da zona rural. Reforma esta que foi muito bem aceita pelos alunos e pelos pais, porque ali os alunos passaram a ter qualidade no ensino, na questão de comodidade, na questão de estrutura, porque foram equipadas as escolas, foi equipada a cozinha. A merenda que é oferecida na sede é a mesma oferecida na zona rural. Foi implantado transporte de qualidade, projetos e ações que deram cara nova a educação” disse Doreslene.

Doreslene e Ana Lúcia coordenadoras da Educação na zona rural – Foto: Cidades Na Net

Doreslene lembrou sobre o projeto “Nas asas da leitura escrevo meu futuro”, projeto implantado pelo professor Augusto. “O projeto ajudou muito a educação da zona rural e foi muito bem aceito pelos alunos” afirmou.

De acordo com a professora, isso é resultado das diversas intervenções realizadas na área da Educação Municipal. “A prioridade a política de Educação e o olhar sensível da prefeita e da secretária, estão dando resultados e a perspectiva é de que nas próximas edições do IDEB a rede possa continuar superando as metas estabelecidas pelo Governo Federal” pontuou.

Mensagem para os professores da Rede Municipal de Ensino

A vocês que professam amor pelo dom de ensinar, que educam com maestria, obstinados pela vocação;

A vocês que se auto constroem na medida em que se doam por inteiro a seus alunos;

A vocês que mais do que uma profissão têm uma bela missão de formar todas as outras que existem;

A vocês que não apenas repassam conteúdos, mas que, sobretudo, moldam cidadãos, transmitem valores, e que em muitos casos exercem também o papel de pais, médicos, amigos e conselheiros de seus discentes;

A vocês que são exemplos para seus aprendizes, que os iluminam e os resgatam da condição de meros expectadores da vida para conferir-lhes o certificado de seres sociais críticos e atuantes;

A vocês que despertam a curiosidade e a genialidade de seus educandos, que tecem junto com eles os seus sonhos, que os fascinam com um mundo infinitamente inexplorável chamado conhecimento;

A vocês que muito mais aprendem ensinando do que pensam que ensina-os a aprender;

A vocês que perante as dificuldades, ainda assim apostam na Educação e acreditam que nenhum obstáculo de sua prática docente ofuscará a nobreza de ser um MESTRE”

A vocês, PROFESSORES, muito obrigado!

Parabéns pelo dia de vocês!

Viva o 15 de outubro!

Estes são os votos da prefeita municipal e professora Maria José Ayres de Sousa, da secretária municipal de educação e professora Verônica Maria Pereira Ribeiro, da supervisora de ensino e professora Hildegárdia Gomes Bezerra e das equipes gestoras das escolas municipais de Fronteiras-PI.

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

Jaicós

Uma cultura interrompida pela pandemia: como quadrilheiros da Chamego Bom, de Jaicós, tem enfrentado o desafio de um ano sem São João

Os balões, as bandeiras colorindo o cenário, os diferentes e coloridos trajes preparados cuidadosamente. As coreografias e temáticas pensadas em seus mínimos detalhes para levar alegria, encanto e beleza para

DESTAQUES

PMs são ouvidos em audiência sobre roubo de R$ 300 mil a banco no Piauí

Justiça Militar começou a ouvir nesta terça-feira (17), os envolvidos no furto de cerca de R$300 mil de um banco, no final do ano passado. Os acusados são dois policiais

DESTAQUES 0 Comments

Polícia de Marcolândia procura idoso suspeito de aliciar menino de 12 anos

A Polícia Militar de Marcolândia, localizada a 414 km de Teresina, procura um idoso de 60 anos suspeito de aliciar um menino de apenas 12 anos. Segundo a PM, o