Investigações de homicídios na região de Picos estão aceleradas; três crimes devem ser elucidados
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 14/09/17

Investigações de homicídios na região de Picos estão aceleradas; três crimes devem ser elucidados

Indo na contramão do que especula-se no meio popular, as investigações sobre crimes contra a vida (homicídios, latrocínios) ocorridos em Picos e região no ano de 2017 seguem aceleradas. Cerca de nove casos estão sendo investigados pelo 2° Distrito de Polícia Civil, destes três já possuem suspeitos arrolados e aguardam conclusão do inquérito policial.

Entre os crimes que estão em fase de definição da autoria tem-se o homicídio que vitimou o jovem Wesley de Almeida Sousa, o “Ventinha”, que na época tinha 23 anos, morto à tiros no dia 16 de abril, no bairro São Vicente.  O principal suspeito de cometer o assassinato já se encontra preso na Penitenciária José de Deus Barros, acusado de envolvimento em um homicídio registrado na microrregião de Picos.

Sobre o caso específico, a conclusão do Laudo de Comparação Balística analisa o projetil que estava alojado no corpo do “Ventinha” e o compara com a arma utilizada em outro assassinato.

Em se tratando de dois homicídios que também já possuem suspeitos, estes aguardam o desfecho do laudo que foi recolhido material genético do suspeito para comparar com o sangue da vítima. O nome dos envolvidos não será revelado nesta matéria para não prejudicar o desenrolar das investigações.

Segundo o delegado do 2° Distrito Policial, Agenor Júnior, a celeridade dada aos casos de crimes contra a vida tem como fator condicionante: a implantação da Delegacia especializada na investigação de crimes desta natureza.

“Apesar do reduzido lapso temporal da portaria de implantação desta delegacia já percebemos importantes modificações tendo em vista que focamos na investigação dos homicídios. Existem alguns homicídios que estamos aguardando a conclusão de laudos para definir a autoria do crime, pois já temos suspeitos”, frisou o delegado.

Agenor Júnior disse ainda que a diminuição no número de municípios responsabilizados ao 2° Distrito Policial também contribuiu para dar foco aos homicídios.

“Atualmente a Delegacia responde pelas cidades de São José do Piauí, Francisco Santos e Sussuapara. Apesar da grande demanda é possível darmos mais atenção aos homicídios, do que quando não existia este departamento policial”, concluiu.

A Delegacia especializada no combate ao tráfico de Entorpecentes e Crimes contra a Vida foi implantada através de uma portaria da Delegacia Geral de Polícia Civil do Piauí em 11 de agosto. Esta tem funcionado até o momento com a lotação de um agente de policial civil, mas existe a expectativa que o quadro seja aumentado.

Fonte: Folha Atual

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

Picos

Carreata e missa abrem programação dos festejos de N. S. dos Remédios em Picos

Teve início na noite desta segunda-feira (05), com uma carreata pelas principais ruas e missa após o cortejo, a abertura da programação dos festejos de Nossa Senhora dos Remédios, padroeira

DESTAQUES

Com mais 8 mortes, Piauí tem óbitos por covid em 170 municípios

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) contabilizou mais oito mortes de vítimas da covid-19, como foi batizada a doença provocada pelo novo coronavírus. Os dados foram atualizados