Condutor é preso com embriaguez 35 vezes acima do permitido no Piauí
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 03/05/21

Condutor é preso com embriaguez 35 vezes acima do permitido no Piauí

Policiais Rodoviários Federais efetuaram, na manhã de hoje (02), a prisão de um homem de 46 anos pelo crime de Conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool. A ação foi desencadeada após uma abordagem na rodovia BR 135 no município de Cristino Castro/PI.

Os policiais realizavam fiscalização de rotina quando flagraram o homem conduzindo o veículo FORD/ECOSPORT. O homem informou aos policiais que não possuía CNH e apresentava sinais de ingestão de bebida alcoólica. Os policiais realizaram o teste de alcoolemia, resultando o índice de 1,39 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões, portanto a quase 35 vezes o índice máximo permitido para se conduzir um veículo automotor.

O homem informou aos policiais que ingeriu bebida alcoólica na casa de familiares e que tinha consciência do erro cometido.

Diante dessa situação, os policiais conduziram o homem e o veículo até à Polícia Civil do município de Bom Jesus/PI para os procedimentos cabíveis. O homem responderá pelo crime de Conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool.

 

Fonte: Cidade Verde

 

sobre o autor

POSTS RELACIONADOS

POLÍCIA

Delegada e filhos são baleados em Fortaleza; pastor é suspeito

Um pastor de 57 anos é suspeito de usar a arma da mulher, delegada, para atirar nela e nos filhos na manhã deste domingo (29) na casa da família, no

POLÍCIA

Homem é esfaqueado enquanto esperava por atendimento em fila de casa lotérica no Sul do Piauí

Um homem identificado como Francisco Altamar da Silva Leite, de 50 anos, foi esfaqueado enquanto estava em uma fila à espera de atendimento para entrar em uma casa lotérica, na

POLÍCIA

Município do PI suspende aulas em toda a rede após ameaça de massacre em escola

Mensagens de invasão a escola, que circulam na rede social, deixaram os pais de alunos apavorados e o município resolveu suspender as aulas em toda a rede municipal.  O caso