Assembleia reabre com críticas, mas Themístocles garante segurança
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 30/06/20

Assembleia reabre com críticas, mas Themístocles garante segurança

Em meio às criticas de alguns deputados, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Themístocles Filho, garante que o retorno da Casa é seguro.

“Já votamos algumas matérias remotamente. Agora vamos fazer presencialmente de forma gradual. Hoje é a primeira sessão. Na próxima semana podemos fazer uma ou duas sessões. Vamos analisando cada semana. Não existe nenhum projeto que a Assembleia não vote. Mesmo com o problema do coronavírus não deixamos de votar nenhum projeto de interesse do Piaui”, afirmou.

“Só entra na Assembleia quem deu negativo. Estamos tomando todas as medidas de segurança. Não haverá recesso. Vamos seguir o modelo da Câmara Federal”, afirmou.

O deputado Fabio Novo disse ser um grande erro para retorno. Um grupo de deputados liderado pelo PT afirma que o ideal seria voltar apenas no dia 06 de julho.

“E um grande erro esse retorno. Estamos em risco. Só foram testados 500 servidores e o resto?”, afirmou.

Compareceram 15 parlamentares na sessão de hoje. Os deputados usaram máscaras e protetores faciais, além de serem obrigados a seguir as medidas de higiene.

Flash de Lídia Brito
cidadeverde.com

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

Jaicós

Vereador Divino Macedo solicita serviço de roço nas rodovias de acesso a Massapê e Belém do Piauí

A Câmara Municipal de Jaicós, aprovou durante sessão realizada nesta sexta-feira (16), requerimento de autoria do vereador Divino Macedo de Carvalho (PSB), solicitando o serviço de roço na saída da PI-461

POLÍTICA

Senado aprova prioridade para educação, saúde e segurança na execução orçamentária

Com 52 votos favoráveis, nenhum contrário e uma abstenção, o Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (6), o projeto de lei que garante prioridade aos gastos com saúde, educação e

POLÍTICA

Projeto que aumenta impostos no Piauí é rejeitado na Comissão de Finanças

Por quatro votos contra três, o projeto de lei do governo estadual, que previa aumento de impostos, foi rejeitado na Comissão de Finanças na manhã desta quarta-feira (01), na Assembleia