Bolsonaro usa críticas de Cid Gomes em programa eleitoral
Publicado por: Francieldo Araújo | Data: 16/10/18

Bolsonaro usa críticas de Cid Gomes em programa eleitoral

(FOLHAPRESS) – O programa do candidato Jair Bolsonaro (PSL) que vai ao ar na noite desta terça-feira (16) vai explorar a fala de Cid Gomes, irmão do candidato derrotado Ciro Gomes (PDT).

“Cid Gomes, irmão de Ciro Gomes, fala a verdade que o PT não aceita”, diz o locutor na abertura do programa, exibindo em seguida o filme em que o pedetista faz uma saraivada de críticas ao partido de Lula.

As imagens mostram Cid discursando em um evento em que supostamente apoiaria a candidatura de Fernando Haddad à Presidência: “Tem que pedir desculpas, tem que ter humildade, tem que ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira”, disparou ele logo no começo de seu discurso.

As imagens que serão veiculadas por Bolsonaro mostram ainda a cena em que, diante da reação negativa da plateia, Cid insiste: “É assim? Pois tu vai perder a eleição. Não admitir os erros que cometeram, isso é para perder a eleição e é bem feito. É bem feito perder a eleição”.

“Vão perder feio, porque fizeram muita besteira, porque aparelharam as repartições públicas, porque acharam que eram donos de um país e o Brasil não aceita ter dono, é um país democrático”, diz o irmão de Ciro Gomes.

Quando os petistas começam a gritar o nome de Lula, ele completa: “O Lula está preso, babaca. O Lula está preso. E vai fazer o que? Isso é o PT, e o PT desse jeito merece perder. Babaca, vai perder a eleição”.

O locutor então diz: “Nessa eleição, é o Brasil contra o PT”.

A fala do pedetista ocupa 1 minuto e 40 segundos do programa, que tem um total de 5 minutos e vai ao ar na noite desta terça.

Após a exibição da fala de Cid, o programa afirma que a rejeição de Haddad não para de crescer, “porque nessa eleição é o Brasil contra o PT”.

Diferentemente do que a campanha de Bolsonaro vinha fazendo em programas anteriores, desta vez, o programa exibe mais detalhes do programa de governo.

“O verdadeiro debate que importa ao país são os planos de governo”, diz a apresentadora, ao dar início à comparação de vários pontos propostos pelos dois candidatos que disputam o segundo turno.

São exploradas medidas como criação de impostos, aspectos ligados à segurança pública e valores morais.

Bolsonaro é apresentado como um candidato que defende a família, que vai liberar a posse de arma, enquanto Haddad quer desmilitarizar a polícia e defende desencarceramento para pequenos delitos.

O candidato só aparece mais ao fim do programa.

“Para nós atingirmos um objetivo, temos que dar o primeiro passo”, afirmou.

O vídeo é encerrado com uma afirmação de que o PT ainda não percebeu que o país mudou.

“O povo não quer mais saber de propostas que nunca são cumpridas, como que Haddad fez em São Paulo e volta a fazer ao Brasil.”

“Procurado, Cid disse que não autorizou o uso de sua imagem e que examina medidas judiciais cabíveis contra a inclusão de sua imagem em vídeo da campanha eleitoral.

“Não autorizei ninguém, muito menos o Bolsonaro, a usar a minha imagem. Eu examinarei medidas judiciais pela exclusão de minha imagem”, disse à reportagem.

 

Fonte: Folha Press

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA 0 Comments

Dilma vai de 40% para 37% mas ainda ganha no primeiro turno, diz Ibope

As intenções de voto na presidente Dilma Rousseff (PT) variaram de 40% em março para 37% neste mês, mas ainda assim ela venceria a eleição no primeiro turno se tivesse

POLÍTICA

Haddad diz ter ‘certeza’ de aliança com Ciro Gomes no 2º turno

O candidato do PT ao Palácio do Planalto, Fernando Haddad, afirmou nesta quinta-feira (27), em visita ao Rio Grande do Sul, que tem “certeza” de que o PT e o

POLÍTICA

Brasil lidera índice com o maior número de partidos

O Brasil lidera índice internacional em número de partidos. Atualmente, são 33 agremiações partidárias registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), enquanto um país como os Estados Unidos apenas dois partidos protagonizam as